app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5717
Polícia

Depin vai realizar opera��o para prender assaltantes de �nibus

O diretor do Departamento de Polícia do Interior (Depin), delegado Carlos Alberto Fernandes Reis, anunciou, ontem, a realização de uma operação policial no Sertão para prender assaltantes que estão atacando ônibus nas Rodovias BR-423 e AL-110, em Água Bra

Por | Edição do dia 26/03/2002 - Matéria atualizada em 26/03/2002 às 00h00

O diretor do Departamento de Polícia do Interior (Depin), delegado Carlos Alberto Fernandes Reis, anunciou, ontem, a realização de uma operação policial no Sertão para prender assaltantes que estão atacando ônibus nas Rodovias BR-423 e AL-110, em Água Branca, distante 301 quilômetros de Maceió. Os bandidos, segundo a polícia, são de cidades próximas como Águas Belas, Garanhuns e Caruaru, em Pernambuco, e Paulo Afonso, na Bahia. Os integrantes da quadrilha já estão com prisão preventiva decretada pela Justiça e podem ser capturados a qualquer momento. Um deles, o líder do bando, José Carlos Costa Pereira, o “Alemão”, foi preso recentemente, em São Paulo, também por assalto a ônibus. “Estamos solicitando a transferência dele para que seja interrogado pelo delegado regional de Delmiro Gouveia, Rômulo Monteiro”, afirmou Carlos Alberto Reis. Outro implicado no bando foi identificado como Edvan Alexandre da Silva. Ele é o motorista e pode estar escondido no bairro do Mulungu, em Paulo Afonso, ou no município pernambucano de Jatobá. Quando fugiu para São Paulo, assim que foi identificado pela polícia, José Carlos deixou seu “braço direito” no comando, um delinqüente identificado como “Cigano”, que conhece bem a região. Estão identificados como membros da quadrilha: José Carlos Costa Pereira, o “Alemão”, Edvan Alexandre da Silva, Everaldo Carvalho Silva, Erivaldo, Denivaldo, Josivan, “Coitinho”, “Passarinho”, “Cigano” e “Enoque”. O diretor do Depin destacou que a operação deve acontecer em, no máximo, uma semana e todos os suspeitos podem ser capturados, inclusive “Cigano”, considerado um dos mais violentos da quadrilha.

Mais matérias
desta edição