app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5710
Polícia

Menina de dois anos cai em cacimba e morre afogada

Maria Nadja Cavalcante do Nascimento, 2 anos, que residia na Rua Nova, no município de Branquinha, morreu afogada em uma cacimba existente no quintal de sua residência, às 17h40 de quarta-feira. O cadáver foi resgatado por policiais da cidade e traslada

Por | Edição do dia 29/03/2002 - Matéria atualizada em 29/03/2002 às 00h00

Maria Nadja Cavalcante do Nascimento, 2 anos, que residia na Rua Nova, no município de Branquinha, morreu afogada em uma cacimba existente no quintal de sua residência, às 17h40 de quarta-feira. O cadáver foi resgatado por policiais da cidade e trasladado para o Instituto Médico Legal Estácio de Lima. Pelo estado de rigidez cadavérica a criança deve ter ficado aproximadamente duas horas dentro da cacimba. O caso está sendo investigado pelo delegado regional de União dos Palmares, Reginaldo Assunção, que determinou a abertura de inquérito e vai interrogar os pais da menor Maria Nadje Cavalcante do Nascimento. Segundo informações da polícia, a menina estava na companhia dos pais naquela tarde. No entanto, por um simples descuido, desapareceu e foi encontrada horas depois dentro da cacimba. No Instituto Médico Legal a família em estado de choque evitou falar sobre o assunto. Maria Conceição e José Sidney, pais da menina, serão intimados para prestar depoimento na polícia ainda esta semana. Vizinhos da vítima disseram que os pais delas sempre tiveram muito cuidado com a filha e que sua morte foi ironia do destino. “Maria Nadja era uma criança muito bem cuidada e que tinha toda a atenção dos pais. Infelizmente, num descuido, foi para a cacimba e caiu dentro dela, vindo a morrer. Seus pais não podem ser responsabilizados” - disse um amigo da família que preferiu não dizer o nome. Atentado No município de Joaquim Gomes, o índio Manuel Bernardo de França, da tribo Wassu-Cocal, foi ferido com um tiro dentro da aldeia, às 16h de quarta-feira. O delegado Antônio Rosalvo está investigando. O nome do autor dos disparos ainda é desconhecido.

Mais matérias
desta edição