app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5715
Polícia

Adolescente � morto por viciado

Um adolescente que, segundo a polícia, tinha envolvimento com drogas, foi assassinado a tiros de revólver, ontem, num barraco da favela da subestação da Companhia Energética de Alagoas (Ceal), no Clima Bom. Wallison Heberth de Oliveira, de 16 anos, que re

Por | Edição do dia 02/04/2002 - Matéria atualizada em 02/04/2002 às 00h00

Um adolescente que, segundo a polícia, tinha envolvimento com drogas, foi assassinado a tiros de revólver, ontem, num barraco da favela da subestação da Companhia Energética de Alagoas (Ceal), no Clima Bom. Wallison Heberth de Oliveira, de 16 anos, que residia no Conjunto Colibri, s/n, naquele bairro, foi executado com tiros no tórax e na cabeça, por outro viciado, identificado como Ronaldo. O corpo da vítima chegou ao Instituto Médico Legal Estácio de Lima, no início da tarde. Policiais da Delegacia do 10º Distrito realizaram levantamentos no local do homicídio e descobriram que o crime foi encomendado por uma traficante, que atua na área. “Tudo indica que dívida de droga provocou o homicídio”, revelou o chefe do Setor de Operações, Mauro Barroso dos Santos. O homicídio será apurado pelo delegado dos Crimes Contra Crianças, Paulo Braz da Silva, que já determinou a abertura de inquérito e notificou parentes da vítima para prestar depoimento, o que deve ocorrer ainda esta semana. Até o fim da tarde, ninguém da família tinha procurado o IML para reclamar a liberação do corpo do adolescente. Conforme a polícia, existe uma grande preocupação com o crescente envolvimento de menores com o tráfico de drogas nos bairros da periferia e que, na maioria das vezes, acabam sendo vítimas de homicídio por não terem como quitar suas dívidas junto aos traficantes.

Mais matérias
desta edição