app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5710
Polícia

Casal � executado a tiros e golpes de cacete no Tabuleiro

Paulo César Pinheiro dos Santos, 29, comerciante, e a esposa Maria Nédia de Moraes Oliveira, 40, residentes no Conjunto João Sampaio, no Benedito Bentes, foram assassinados a tiros e golpes de faca às 2h50. Os dois cadáveres foram trasladados para o Insti

Por | Edição do dia 02/04/2002 - Matéria atualizada em 02/04/2002 às 00h00

Paulo César Pinheiro dos Santos, 29, comerciante, e a esposa Maria Nédia de Moraes Oliveira, 40, residentes no Conjunto João Sampaio, no Benedito Bentes, foram assassinados a tiros e golpes de faca às 2h50. Os dois cadáveres foram trasladados para o Instituto Médico Legal Estácio de Lima, submetidos a exames e depois liberados para sepultamento. A família, que esteve no 8º Distrito com o delegado Jair Macário, disse nada saber ainda a respeito do duplo homicídio. Ontem, Jair Macário relatou que está investigando todas as informações que vêm sendo repassadas para o distrito. Mas a princípio nada de oficial sabe sobre o crime. “Pelos informes sabemos que o senhor Paulo César estava chegando em sua residência quando foi atacado. A esposa abriu a porta e acabou tendo o mesmo fim. Agora, quem matou ainda não sei”, explica o delegado Jair Macário, que abriu inquérito. Hoje, a partir das 8h, as testemunhas começam a ser ouvidas pela polícia com o objetivo de colaborar no esclarecimento das execuções de Maria Nédia de Moraes Oliveira e Paulo César Pinheiro dos Santos - comerciante do ramo de som e pessoa muita conhecida onde residia com a esposa. A polícia, de acordo com informes, tem alguns indícios do homicídio mas não pode revelar para não prejudicar o trabalho. “No momento certo a sociedade saberá por que ocorreu o caso, de onde partiu e quem matou. É uma questão de paciência”, garante o delegado Jair Macário, que investiga os dois assassinatos.

Mais matérias
desta edição