app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5710
Polícia

Garota de programa � esfaqueada por amante

Sucursal Arapiraca – A jovem Ana Cleide Pereira da Silva, de 24 anos, classificada pela Polícia de São Sebastião como garota de programa, deu entrada, na noite de ontem, na emergência do Hospital Regional de Arapiraca (HRA) com diversas perfurações provoc

Por | Edição do dia 10/04/2002 - Matéria atualizada em 10/04/2002 às 00h00

Sucursal Arapiraca – A jovem Ana Cleide Pereira da Silva, de 24 anos, classificada pela Polícia de São Sebastião como garota de programa, deu entrada, na noite de ontem, na emergência do Hospital Regional de Arapiraca (HRA) com diversas perfurações provocadas por instrumento contundente, no caso, uma faca peixeira. De acordo com informações colhidas na unidade hospitalar, Ana teria sido ferida por um amante que não teria gostado de tê-la visto conversando com um outro homem. Em estado considerado grave, Ana Cleide Pereira foi ferida, segundo informações da Polícia, por volta das 20h50 da última segunda-feira, no povoado Rancho Alegre, localizado em São Sebastião, às margens da rodovia BR-101. Informações colhidas junto ao HRA dão conta de que a vítima teria sido ferida por um suposto amante ou namorado, que a presenciou conversando com um homem ainda não identificado. Aproveitando-se do momento em que Ana dirigia-se a sua residência, o agressor a surpreendeu numa rua escura e a feriu com diversos golpes de faca. Socorrida por populares, Ana Cleide Pereira deu entrada na emergência do Hospital Regional de Arapiraca às 21h35. “Ela foi operada e já está fora de perigo”, informou um dos funcionários daquela unidade. Cinco minutos depois da chegada de Ana Cleide, o corpo médico do HRA também prestou assistência média ao estudante José Nilton Torres, de 16 anos, ferido com três tiros de revólver, deflagrados por uma pessoa identificada apenas pela alcunha de “Cícero Ninja”. A prática da tentativa de homicídio ocorreu nas imediações do Sítio Cangandu, zona rural de Arapiraca. Em Estrela de Alagoas, a doméstica Edjara Rodrigues de Oliveira, de 26 anos, também foi assassinada a tiros de revólver, na noite de ontem, no Sítio Jurema, zona rural do município.

Mais matérias
desta edição