app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5710
Polícia

Mulher � espancada pelo marido

Uma guarnição da Polícia Militar tentou capturar, ontem, no Dique Estrada, o pescador José Carlos da Silva, acusado de espancar a esposa, Maria Cícera da Silva, num dos barracos da favela Sururu de Capote, no Vergel do Lago. A vítima pediu ajuda à polícia

Por | Edição do dia 12/04/2002 - Matéria atualizada em 12/04/2002 às 00h00

Uma guarnição da Polícia Militar tentou capturar, ontem, no Dique Estrada, o pescador José Carlos da Silva, acusado de espancar a esposa, Maria Cícera da Silva, num dos barracos da favela Sururu de Capote, no Vergel do Lago. A vítima pediu ajuda à polícia, logo após levar vários socos e pontapés do acusado, que chegou visivelmente bêbado em casa, exigindo que ela colocasse logo seu jantar. Maria Cícera informou que tentou dizer ao marido que tinha feito arroz e feijão, mas não tinha a “mistura”, pois o mesmo não havia deixado dinheiro para comprar. “Ele ficou bravo, mandou que eu me virasse e começou a me agredir”, salientou a vítima. Os gritos e pedidos de socorro chamaram a atenção dos vizinhos, que foram à porta do barraco e conseguiram afugentar o agressor. “Foi então que eu pude correr para o telefone e chamar a polícia”, declarou ela, na manhã de ontem, enquanto se preparava para procurar a Delegacia de Defesa da Mulher. A vítima destacou não ser a primeira vez que o marido, com quem convive há mais de quatro anos, comete agressões dentro de casa. “Nem eu, nem meus filhos temos sossego. Quando ele bebe sempre fica agressivo e desconta na gente”, esclareceu Maria Cícera, acrescentando que o acusado tem ficado mais violento nos últimos meses, acreditando ela que seja em virtude de ele ter arrumado uma amante.

Mais matérias
desta edição