app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5710
Polícia

Seq�estrador condenado a 170 anos escapa do S�o Leonardo

O seqüestrador Ozélio de Oliveira, condenado a 170 anos por seqüestro, homicídio e assaltos em São Paulo, Goiânia e Brasília, fugiu às 3h de terça-feira da cela 4 do Instituto Penal São Leonardo. Com ele também fugiram Severino Lindrais Silva, Roberto Si

Por | Edição do dia 17/04/2002 - Matéria atualizada em 17/04/2002 às 00h00

O seqüestrador Ozélio de Oliveira, condenado a 170 anos por seqüestro, homicídio e assaltos em São Paulo, Goiânia e Brasília, fugiu às 3h de terça-feira da cela 4 do Instituto Penal São Leonardo. Com ele também fugiram Severino Lindrais Silva, Roberto Silva Cerqueira e José George da Silva, condenados por assassinatos. Liderados por Ozélio, os presos, usando uma serra, conseguiram serrar duas grades e usando cordas feitas de toalhas, camisas e calças alcançaram a liberdade. Ozélio é acusado de fazer parte do grupo que seqüestrou o cantor Wellington Camargo. O secretário de Justiça e Cidadania, Tutmés Airan, explicou que autorizou a transferência para o São Leonardo a pedido do preso e com o conhecimento da Comissão de Direitos Humanos porque ele alegava falta de segurança. “Ozélio contraiu dezenas de inimigos no Baldomero. Era um detento muito complicado que vivia montando planos de fuga”, explica o secretário. Ontem mesmo o secretário demitiu os 17 agentes penitenciários que estavam de plantão na madrugada da fuga e não tem dúvidas de que a negligência por parte deles foi a causadora da fuga. “Sequer tinham soldados da PM na guarita fora da prisão. E exatamente por onde ocorreram as fugas. Estamos investigando quem entrou com a serra na cela e a entregou para os fugitivos”, explica o secretário. Policiais militares e civis realizam diligências com o objetivo de recapturar os foragidos. Os 17 agentes penitenciários demitidos prometem fazer uma grande movimentação na porta da Secretaria de Justiça, hoje.

Mais matérias
desta edição