app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 0
Polícia

M�e revela que era surrada pelo filho achado morto em matagal

Num depoimento marcado pela emoção, a dona de casa Eunice Martins da Silva, 40, revelou, ontem, ao delegado do 4º Distrito, Fernando Artur, que era surrada pelo filho, Fábio de Oliveira Silva, 18, que, além de se drogar, era muito violento. Fábio foi en

Por | Edição do dia 26/04/2002 - Matéria atualizada em 26/04/2002 às 00h00

Num depoimento marcado pela emoção, a dona de casa Eunice Martins da Silva, 40, revelou, ontem, ao delegado do 4º Distrito, Fernando Artur, que era surrada pelo filho, Fábio de Oliveira Silva, 18, que, além de se drogar, era muito violento. Fábio foi encontrado morto a facadas num matagal próximo ao Aeroclube, no Tabuleiro do Martins, na tarde da última terça-feira. Ela afirmou que já esperava um fim triste para o filho, pois o rapaz costumava praticar roubos para comprar droga e se metia em muitas confusões. Ele tinha dezenas de inimigos no Loteamento Santa Lúcia, onde morava. “Quando chegava “doido” em casa, os irmãos precisavam se esconder para não apanhar dele. Minha filha levou uma surra tão grande dele que necessitou ser levada para um posto médico, deixando de fazer uma prova no colégio”, destacou. Apesar dos maus-tratos e dos prejuízos, pois era freqüente Fábio quebrar tudo dentro de casa, Eunice Martins lamentou seu assassinato. “Sei que para os irmãos foi um descanso, mas para uma mãe é muito difícil ver o filho daquele jeito”, argumentou ela, acrescentando que ficou arrepiada e sentiu uma dor enorme ao ver o filho morto. A vítima tinha um corte de cerca de 20 centímetros no abdome, perfurações no pescoço e no rosto. O delegado Fernando Artur ouviu as declarações de Eunice e determinou que todos as pessoas citadas por ela fossem notificadas. Para Artur, o fato de a vítima ser viciada ou marginal não diminui a necessidade de esclarecer o homicídio. O delegado tenta identificar integrantes de uma “galera” do bairro, suspeita da prática do crime.

Mais matérias
desta edição