app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5715
Polícia

Bandidos presos em Rio Largo j� confessaram seis crimes

Os bandidos capturados no início da semana por policiais da Delegacia de Rio Largo já confessaram seis crimes ao delegado Oldemberg Paranhos. Ivanildo Lopes da Silva e Eduardo Soares Mota, o “Macaco”, admitiram ter praticado um latrocínio, dois homicídios

Por | Edição do dia 27/04/2002 - Matéria atualizada em 27/04/2002 às 00h00

Os bandidos capturados no início da semana por policiais da Delegacia de Rio Largo já confessaram seis crimes ao delegado Oldemberg Paranhos. Ivanildo Lopes da Silva e Eduardo Soares Mota, o “Macaco”, admitiram ter praticado um latrocínio, dois homicídios, uma tentativa de homicídio, um crime de roubo, além de um porte ilegal de arma. Sérgio, irmão de “Macaco”, confirmou ter se envolvido apenas nas mortes de Sérgio Chagas e de José Ronaldo Miranda da Silva, em atentado ocorrido no início da semana, em pleno centro daquela cidade, distante 27 quilômetros de Maceió. Ao ser interrogado pelo delegado de Rio Largo, Oldemberg Paranhos, Ivanildo declarou ter se envolvido no assalto seguido de morte do vigia Benício Prudêncio dos Santos, no assalto contra José Alberto Barros Peixoto, na tentativa de homicídio que vitimou José Benício da Silva Lima, num porte ilegal de arma (revólver usado nos dois assaltos), que resultou na decretação de sua prisão preventiva, isto no ano passado. Este ano, declarou ter se envolvido no atentado e morte de Sérgio Chagas e Ronaldo. Confissão idêntica foi feita por “Macaco”. Os bandidos alegam inocência no assalto seguido de morte do taxista José Ulisses, ocorrido há duas semanas, na Ladeira da Chesf, em Rio Largo, e no assassinato do adolescente Leandro Ferreira da Silva, morto a tiros no Centro de Rio Largo.

Mais matérias
desta edição