app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5714
Polícia

Corpos de agricultores s�o achados em canavial

Sucursal Arapiraca – Em estado de decomposição e crivados por balas de espingarda calibre 12 e revólver calibre 38, foram reconhecidos, ontem pela manhã, os cadáveres dos agricultores Cícero Nazário Santos, 25, e Cláudio Luciano dos Santos, 34, desapa

Por | Edição do dia 30/04/2002 - Matéria atualizada em 30/04/2002 às 00h00

Sucursal Arapiraca – Em estado de decomposição e crivados por balas de espingarda calibre 12 e revólver calibre 38, foram reconhecidos, ontem pela manhã, os cadáveres dos agricultores Cícero Nazário Santos, 25, e Cláudio Luciano dos Santos, 34, desaparecidos desde a madrugada da última quarta-feira. Eles foram seqüestrados de sua residência por supostos policiais. Os corpos estavam dentro de um canavial no Povoado Chã da Imbira, município de Campo Alegre, a menos de 200 metros da Rodovia AL-220. Os corpos foram reconhecidos pela dona-de-casa Maria Nazário dos Santos, esposa de Cláudio e irmã de Cícero Nazário. Por causa da situação dos corpos, o reconhecimento foi feito através de detalhes das roupas e sandálias. Ainda abalada com o acontecido, Maria afirma que os dois eram pessoas honestas e trabalhadoras e que ela desconhecia qualquer tipo de prática ilegal de Cícero e Cláudio. “Meus seis filhos estão passando fome. É muito sofrimento”, ressaltou a dona-de-casa. Os dois foram levados de casa, no Sítio Pau Ferro, município de Limoeiro de Anadia, por dois homens que se identificaram como agentes da delegacia de Campo Alegre, colocados no porta-malas de um veículo Fiat Uno, de cor vermelha, mas placa não identificada. Maria Nazário consegue descrever um dos dois homens que entraram em sua casa. “Um era alto, magro, de cor clara e usava um bigode ralo. Nem o carro nem as roupas que estavam usando eram da polícia”, explica.

Mais matérias
desta edição