app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5718
Polícia

Toque de recolher

O secretário de Defesa Social do Estado de Alagoas, Antônio Arecippo, disse, ontem, que o toque de recolher ainda está em seus planos e que poderá ser adotado. Arecippo ressaltou também sobre a suspensão do concurso da Polícia Civil através de liminar jud

Por | Edição do dia 10/05/2002 - Matéria atualizada em 10/05/2002 às 00h00

O secretário de Defesa Social do Estado de Alagoas, Antônio Arecippo, disse, ontem, que o toque de recolher ainda está em seus planos e que poderá ser adotado. Arecippo ressaltou também sobre a suspensão do concurso da Polícia Civil através de liminar judicial e da possível greve organizada pelo Sindicato dos Policiais de Alagoas (Sindpol). Segundo o secretário, o chamado toque de recolher, projeto que nem entrou em vigor e já vem causando polêmica, se destina aos estabelecimentos que vêm perturbando a ordem pública em áreas críticas do Estado. “Temos uma relação de bares, em sua maioria clandestinos, que acabam com a paz da população de alguns bairros de Maceió e algumas cidades do interior como Cajueiro, Capela e Atalaia”, esclareceu. O secretário prometeu reunir-se com Silvano Barbosa, prefeito comunitário do Benedito Bentes, que reclamou da estrutura da delegacia local, da qualificação e quantitativo policial insuficiente, para tentar rever a situação.

Mais matérias
desta edição