app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5728
Polícia

Pol�cia sem paradeiro de crian�a

| GILVAN FERREIRA Repórter A Polícia Civil de Alagoas ainda não tem informações sobre o paradeiro de Luana Santana de Andrade, de 1 ano e cinco meses, seqüestrada, no último dia 21, pelo seu pai, o administrador de empresas Lediomar Moraes de Andrade.

Por | Edição do dia 28/12/2005 - Matéria atualizada em 28/12/2005 às 00h00

| GILVAN FERREIRA Repórter A Polícia Civil de Alagoas ainda não tem informações sobre o paradeiro de Luana Santana de Andrade, de 1 ano e cinco meses, seqüestrada, no último dia 21, pelo seu pai, o administrador de empresas Lediomar Moraes de Andrade. O pai teria seqüestrado a filha por não aceitar a separação conjugal. A mãe de Luana, Karly Lydiane Santana, 24, disse, ontem que, apesar de o juiz Maurício Breda ter decretado a prisão de Lediomar Moares, que teria fugido para São Paulo, ele voltou a fazer ameaças e teria prometido que não devolveria a filha a Lydiane. “Ele ligou ontem à tarde para a casa da minha mãe e fez novas ameaças. Ele chegou a dizer que não vai mais devolver minha filha”, disse Lydiane Santana. A polícia investiga a possibilidade de Lediomar Andrade estar refugiado na casa de parentes em São Paulo, mas, até ontem à noite, ele não tinha sido preso. A delegada da Criança e do Adolescente, Ana Luiza Nogueira, disse que já havia encaminhado aos conselhos tutelares e à Delegacia dos Crimes Contra a Criança e o Adolescente do Estado de São Paulo a cópia dos mandados de prisão e de busca e apreensão. Os mandados foram emitidos pelo juiz Maurício Breda e encaminhados à Justiça dos 27 estados do País.

Mais matérias
desta edição