app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5735
Polícia

Suspeitos continuam presos em delegacia

| MAIKEL MARQUES Repórter Arapiraca - Acusados de praticar orgias sexuais com menores, o pedreiro Levi Cordeiro de Souza, 54, e seu colega Edgilson Vieira Silva, 20, continuam presos em celas separadas na Delegacia Regional de Santana do Ipanema. Até on

Por | Edição do dia 13/01/2006 - Matéria atualizada em 13/01/2006 às 00h00

| MAIKEL MARQUES Repórter Arapiraca - Acusados de praticar orgias sexuais com menores, o pedreiro Levi Cordeiro de Souza, 54, e seu colega Edgilson Vieira Silva, 20, continuam presos em celas separadas na Delegacia Regional de Santana do Ipanema. Até ontem à noite não havia previsão de transferência dos acusados para um presídio da capital. O promotor Luiz Tenório Oliveira, que denunciou ontem o caso, que envolve crianças do sexo masculino, solicitou formalmente à Polícia Civil apuração rigorosa do escândalo que abalou o sertão alagoano. A dupla é acusada de manter relações sexuais - de forma ativa e passiva - com um grupo de sete garotos desde 2002. Os acusados não receberam visita sequer de parentes. “Nem advogado apareceu ainda”, explicou Williams Santos, policial civil. Eles são acusados de três crimes: corrupção de menores, fornecimento de bebida alcoólica a pessoa menor de idade e submissão de criança e adolescente à exploração sexual. Em caso de condenação, os acusados podem pegar entre um e 10 anos de detenção cada um. A delegada Rebeca Mendes será responsável pela conclusão das investigações.

Mais matérias
desta edição