app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5731
Polícia

Homem bebe sangue de v�tima

| Maikel Marques Repórter Piranhas - Agentes da Delegacia de Piranhas prenderam no fim de semana os amigos José Carlos da Silva, 27, e Alex Alves Santos, 20. Os dois são acusados de matar o aposentado Manoel Justino da Silva, 61, com golpes de marreta n

Por | Edição do dia 24/01/2006 - Matéria atualizada em 24/01/2006 às 00h00

| Maikel Marques Repórter Piranhas - Agentes da Delegacia de Piranhas prenderam no fim de semana os amigos José Carlos da Silva, 27, e Alex Alves Santos, 20. Os dois são acusados de matar o aposentado Manoel Justino da Silva, 61, com golpes de marreta na cabeça. O crime aconteceu no povoado Piau, na madrugada de domingo. Para não chamar a atenção dos moradores, José Carlos colocou um balde debaixo da rede onde a vítima dormia. O objetivo era aparar o sangue e evitar que escorresse pela porta da casa. A polícia também se mostrou surpresa com uma confissão macabra: José bebeu parte do sangue da vítima. Acostumado à calmaria do povoado Piau, José mantinha o hábito de dormir numa rede que ficava na sala da casa, que geralmente vivia de portas semiabertas. Dois dias antes do crime, José Carlos, conhecido na região como “Sangue Bom”, teria afirmado em um boteco em São José da Tapera que no domingo iria matar um homem em Piranhas. Segundo o delegado de Piranhas, Kelmann Vieira, a vítima teria taxado o acusado de ladrão. Inconformado com a acusação, José Carlos teria pedido ajuda do amigo Alex Alves [vizinho do aposentado] para executar o crime. Segundo apurou a Gazeta, o acusado já tinha sido detido por furto no Sertão. Ele foi preso no final da tarde de domingo em um boteco em Olho d’Água do Casado. Quem ajudou a polícia a localizá-lo foi um dos filhos de Manoel Justino. “Durante viagem a São José da Tapera, ele conversava com um cidadão com as características do criminoso. Quando viu a foto, reconheceu José Carlos”, disse o delegado.

Mais matérias
desta edição