app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5735
Polícia

PRF apreende no Pilar coca�na e crack

EDNELSON FEITOSA Repórter A Polícia Rodoviária Federal (PRF) apreendeu um quilo de cocaína e pouco mais de um quilo de crack durante uma batida no posto de combustíveis Terra Nova, no Pilar. Quadro pessoas foram presas pela PRF, entre elas uma adolescen

Por | Edição do dia 18/02/2006 - Matéria atualizada em 18/02/2006 às 00h00

EDNELSON FEITOSA Repórter A Polícia Rodoviária Federal (PRF) apreendeu um quilo de cocaína e pouco mais de um quilo de crack durante uma batida no posto de combustíveis Terra Nova, no Pilar. Quadro pessoas foram presas pela PRF, entre elas uma adolescente de 13 anos que confessou ser menina de programa. O grupo estava num veículo Gol, branco, placa MUR 3272/AL, e vinha de Aracaju (SE). A abordagem ocorreu na madrugada de ontem. Segundo o inspetor José Edson, da delegacia da PRF em Atalaia, o veículo era dirigido pelo goiano Marcelo Barbosa, 22, que confessou ter sido preso em Cárceres (MT), por porte ilegal de arma, e em Joinville (SC), acusado de roubo de carro. Ele disse que não é traficante e não sabe como a droga foi parar em sua bolsa. Além de Marcelo, os policiais rodoviários federais prenderam Marcos Antônio Correia de Brito, 28, que é alagoano. Ele se apresenta como vendedor de jóias, disse morar na Avenida Penedo, em Cruz das Almas, e não tem antecedentes criminais. Duas garotas estavam no carro: Claudinete Brito Alves, 22, e a adolescente T.S., de 13 anos, ambas residentes no Feitosa. Elas disseram que estavam fazendo programas num posto de combustíveis em Aracaju e pegaram carona no carro de Marcelo. Claudinete disse que apanhou a bolsa (furtou) no posto de combustíveis e que não sabia que dentro havia cocaína e crack. Marcelo Barbosa afirmou que estava vindo para Maceió apenas para trazer o colega Marcos Antônio. No entanto, seu objetivo era entregar o carro em Maragogi e viajar de ônibus para o Rio Grande do Norte. “Acredito que o destino final da droga era a Praia de Ponta Negra, em Natal (RN), onde seria vendida durante o carnaval”. Os dois casais foram levados para a sede da Polícia Federal, em Jaraguá.

Mais matérias
desta edição