app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5735
Polícia

Presos s�o barrados e juiz recorre ao TJ

| GILVAN FERREIRA Repórter A decisão do juiz da Vara de Execuções Penais, Marcelo Tadeu, de proibir que a direção do sistema prisional de Alagoas aceite presos que ainda não foram sentenciados, provocou, ontem, um incidente com policiais da Delegacia

Por | Edição do dia 24/02/2006 - Matéria atualizada em 24/02/2006 às 00h00

| GILVAN FERREIRA Repórter A decisão do juiz da Vara de Execuções Penais, Marcelo Tadeu, de proibir que a direção do sistema prisional de Alagoas aceite presos que ainda não foram sentenciados, provocou, ontem, um incidente com policiais da Delegacia Regional de Viçosa. A direção do presídio Cirydião Durval se negou a receber quatro presos, que tiveram as prisões decretadas pelo juiz de Cajueiro, Sóstenes Alex Oliveira. O juiz tinha determinado a transferência dos detentos da delegacia municipal de Cajueiro para o presídio. Quando os policiais civis chegaram com os presos, os agentes penitenciários disseram que não iriam recebê-los, alegando estar cumprindo determinação judicial. Após ser informado pelo delegado de Viçosa, Ailton Prazeres, da decisão da direção do presídio, o juiz Sóstenes Alex ainda chegou a ameaçar de prisão os agentes e a direção do Cirydião Durval. Somente depois de negociações, o juiz recomendou que o delegado levasse os presos José Robério Lima da Silva, o “Chupa Cabra”, João Elias da Silva, ambos acusados de estupro, e José Guabiraba e Rogério Lúcio dos Reis, acusados de assaltos, para a delegacia de Viçosa. O juiz Sóstenes Alex fez críticas à decisão do colega Marcelo Tadeu. “Eu até reconheço que os presídios de Alagoas estão superlotados, mas onde vamos colocar os presos? O juiz Marcelo Tadeu deveria ter comunicado aos outros juízes a sua decisão. Ele acabou provocando um sério problema para os outros juízes, mas estou comunicando ao presidente do Tribunal de Justiça (TJ) e à Corregedoria do Tribunal para que sejam adotadas providências”, disse o magistrado. Na quarta-feira, o juiz Marcelo Tadeu mandou liberar 25 presos do sistema prisional que, segundo ele, já haviam cumprido pena.

Mais matérias
desta edição