app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5729
Polícia

Funcion�rios dep�em, mas n�o esclarecem roubo a usina

| FERNANDO VINÍCIUS Repórter Cinco funcionários que estavam no escritório da Usina Camaragibe no momento do assalto ocorrido sexta-feira passada prestaram depoimento, ontem, ao delegado regional de Matriz do Camaragibe, Rubens Cerqueira. Como não houve

Por | Edição do dia 08/03/2006 - Matéria atualizada em 08/03/2006 às 00h00

| FERNANDO VINÍCIUS Repórter Cinco funcionários que estavam no escritório da Usina Camaragibe no momento do assalto ocorrido sexta-feira passada prestaram depoimento, ontem, ao delegado regional de Matriz do Camaragibe, Rubens Cerqueira. Como não houve avanços, o foco das investigações passa para o depoimento dos seguranças que estavam no carro-forte que fez a entrega dos R$ 514 mil roubados pela quadrilha. Eles devem se apresentar hoje na delegacia de Matriz. Segundo o escrivão José Asnóbio, nenhuma das testemunhas do assalto foi capaz de descrever os ladrões. Juscelino Gusmão e Edivaldo Teixeira, levados como reféns durante a fuga da quadrilha, também não puderam colaborar para fazer o retrato falado dos criminosos. Nem mesmo Paulo Sérgio Mendonça, o segurança da usina que trocou tiros com o bando, o único a declarar ter visto os ladrões com o rosto descoberto antes da invasão ao escritório, pôde ajudar.

Mais matérias
desta edição