app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5728
Polícia

Rede Globo mostra caso Juliana em programa policial

REGINA CARVALHO Repórter A chegada, ontem, em Murici, de uma equipe da Rede Globo, do programa Linha Direta, alterou a rotina dos moradores da cidade. O assassinato da adolescente Juliana Cassiano da Silva chamou a atenção da TV. O crime ocorreu há

Por | Edição do dia 16/03/2006 - Matéria atualizada em 16/03/2006 às 00h00

REGINA CARVALHO Repórter A chegada, ontem, em Murici, de uma equipe da Rede Globo, do programa Linha Direta, alterou a rotina dos moradores da cidade. O assassinato da adolescente Juliana Cassiano da Silva chamou a atenção da TV. O crime ocorreu há quase um ano e teria sido praticado por Fausto Cardoso Batista Neto, o “Faustinho”, sobrinho do empresário do jogo de bicho, Plínio Batista. O repórter Wilson Aquino e a equipe técnica, formada por dois profissionais, desembarcaram em Maceió na última segunda-feira, 13, para iniciar o trabalho de pesquisa sobre o crime, que acabou envolvendo o poder político e econômico de Murici, mesmo sendo a vítima de origem humilde. A adolescente ajudava a mãe na fabricação de fogos de artifício. A equipe da Globo vai permanecer em Alagoas até o início da próxima semana. A previsão é de que a reportagem seja exibida até o mês de maio. Ontem, o primeiro entrevistado foi o delegado de Murici, Élvio Alves Brasil, que falou sobre o assassinato por quase meia hora. Em seguida, o repórter esteve no Rio Mundaú, local onde o corpo de Juliana foi encontrado. Hoje, devem ser entrevistados o promotor Napoleão Franco e familiares da vítima. No início da manhã de ontem os familiares da vítima se concentraram em frente ao fórum e à delegacia de Murici à espera da equipe da Rede Globo O delegado Élvio Brasil acredita que depois que o programa for exibido, a amiga de Juliana, Rita de Cássia dos Santos vai ser localizada. Apontada como principal testemunha do crime, pois estava com a adolescente pouco tempo antes de Juliana ser morta, Rita de Cássia foi indiciada e está foragida. Juliana foi vista pela última vez em companhia de Faustinho e do jovem Jadson Cansanção, em um bar da cidade, no mês de abril do ano passado. Os dois foram indiciados e devem ir a julgamento este ano. De família tradicional, Faustinho circula livremente pela cidade.

Mais matérias
desta edição