app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5735
Polícia

Kombista foragido da Justi�a � preso

O motorista José Ferreira de Lima, 33, o “Ferreirinha”, tinha uma vida normal e era respeitado pelos amigos. Inclusive, era o presidente da Associação dos Kombistas de Teotônio Vilela, onde residia há mais de dez anos. O que ninguém na cidade sabia era qu

Por | Edição do dia 23/03/2006 - Matéria atualizada em 23/03/2006 às 00h00

O motorista José Ferreira de Lima, 33, o “Ferreirinha”, tinha uma vida normal e era respeitado pelos amigos. Inclusive, era o presidente da Associação dos Kombistas de Teotônio Vilela, onde residia há mais de dez anos. O que ninguém na cidade sabia era que ele respondia a processo por latrocínio (assalto seguido de morte) e tinha fugido do presídio São Leonardo no dia 3 de outubro de 1994. A situação ilegal de “Ferreirinha” foi descoberta no início da semana pelo delegado local, Mário Jorge Barros. De posse de um mandado de prisão, expedido pela juíza Aída Cristina Lins Antunes, da comarca de Murici, o delegado montou uma operação, que contou com a participação do tenente PM Carlos Alberto, da Radiopatrulha, e prendeu o motorista. Segundo o diretor-geral da Polícia Civil, Robervaldo Davino, José Ferreira só foi descoberto porque surgiram rumores na cidade de que ele estava envolvido em crimes. “São problemas que estão sendo investigados pelo delegado de Teotônio Vilela ainda em caráter sigiloso”, alertou o diretor. Robervaldo Davino disse ainda que o caso continua sendo investigado e, nos próximos dias, podem surgir novidades. O delegado Mário Jorge descobriu que “Ferreirinha” é integrante de uma família conhecida como “Arrepio”, de Quipapá (PE). Ele está investigando se existem mandados de prisão contra o acusado também na Justiça pernambucana. “Agora ele está preso e vamos poder investigar os seus crimes”, destacou Mário Jorge. CONDENADO O presidente da Associação dos Kombistas de Teotônio Vilela foi preso, processado e condenado em 1993, acusado de ter executado a tiros Edilberto Rosendo da Silva, crime ocorrido no município de Murici. Ele foi encaminhado para o presídio São Leonardo, onde deveria ter cumprido pena, mas conseguiu fugir. Permaneceu algum tempo em Pernambuco e voltou para Alagoas, passando a morar no município de Teotônio Vilala. Fazia quase 12 anos que José Ferreira estava na condição de foragido da Justiça. |EF

Mais matérias
desta edição