app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5735
Polícia

Pai atira em filha ap�s tentar estupr�-la

| IVAN NUNES Repórter Branquinha - O agricultor José Severino da Silva, 47 anos, é acusado de tentar estuprar a própria filha, a adolescente M.S.S., 16 anos. A garota teria reagido e foi ferida com cinco tiros deflagrados pelo pai. Dois deles atingiram

Por | Edição do dia 24/03/2006 - Matéria atualizada em 24/03/2006 às 00h00

| IVAN NUNES Repórter Branquinha - O agricultor José Severino da Silva, 47 anos, é acusado de tentar estuprar a própria filha, a adolescente M.S.S., 16 anos. A garota teria reagido e foi ferida com cinco tiros deflagrados pelo pai. Dois deles atingiram a menor no braço, outros dois na coxa e um quinto no tórax. A tentativa de homicídio ocorreu no vilarejo da fazenda Capricho, no limite entre os municípios de Branquinha e União dos Palmares, por volta das 21h de ontem. A mãe da adolescente, Maria Nívia Procópio de Lima, teria flagrado o marido no quarto, no momento em que tentava abusar sexualmente da filha. Baleada, M.S.S. teria chegado ao hospital São Vicente de Paulo, em União dos Palmares, ainda consciente. Lá, comunicou o ocorrido aos policiais do 2º batalhão da cidade. Atendida pelo médico plantonista José Julio, a garota teve que ser encaminhada à Unidade de Emergência Dr. Armando Lages, em Maceió, onde foi submetida à cirurgia. Ela continua internada, mas não corre risco de morte. Ciúme doentio O policial de União dos Palmares, cabo Malta, chegou a conversar com a mãe da vítima, enquanto a filha recebia atendimento médico. Segundo ele, existia uma relação doentia de ciúmes entre o pai e a garota, a ponto de Severino propor uma relação incestuosa com a menor. A mãe da vítima afirmou estar perplexa com a atitude do marido. “Quando cheguei no quarto, José Severino estava com o demônio no corpo”, teria dito aos policiais a mãe da vítima, Maria Nívia. Testemunhas dizem que o agricultor José Severino, depois de tentar matar a filha, selou um cavalo e fugiu do vilarejo onde mora com a família, na cidade de Branquinha. O local fica na zona rural, distante cerca de 10 quilômetros do centro da cidade, o que facilitou a fuga de José Severino. O caso foi registrado na delegacia de União dos Palmares, apesar de ter ocorrido no município de Branquinha. “O fato foi registrado na delegacia de União dos Palmares devido à proximidade do local com o município de Branquinha, pois a fazenda Capricho faz divisa com o povoado Palmeirá, já em terras palmarinas”, explicou o policial William, lotado na delegacia de Branquinha. O delegado do município de Branquinha, Geraldo Marques, realizou diligência durante todo o dia de ontem, com o objetivo de encontrar pistas que levem ao paradeiro do agricultor José Severino, que pode ser preso a qualquer momento.

Mais matérias
desta edição