app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5718
Polícia

Delegado identifica acusados de matar taxista na ladeira da Chesf

O delegado de Rio Largo, Oldemberg Paranhos, informou, na manhã de ontem, ter identificado três dos envolvidos na morte do taxista José Ulisses Gracindo, crime ocorrido na ladeira da Chesf, naquele município, distante 27 quilômetros de Maceió. A vítima

Por | Edição do dia 22/05/2002 - Matéria atualizada em 22/05/2002 às 00h00

O delegado de Rio Largo, Oldemberg Paranhos, informou, na manhã de ontem, ter identificado três dos envolvidos na morte do taxista José Ulisses Gracindo, crime ocorrido na ladeira da Chesf, naquele município, distante 27 quilômetros de Maceió. A vítima foi executada a tiros ao reagir a assalto. Estão sendo acusados do crime, segundo o delegado, Josival Tenório da Silva, conhecido como “George”, Djaelson Eraldo de Brito Silva, o “Gerson”, e um terceiro elemento, de nome Fernando, que tem o apelido de “Neném”. Parentes dos suspeitos já prestaram depoimento à polícia e confirmaram o comprometimento dos três na ocorrência, que revoltou a comunidade local, visto que o taxista estava há apenas dois dias no ponto de táxis central da cidade. Latrocínio No entender do delegado Oldemberg Paranhos, o latrocínio está esclarecido. “Vou solicitar a decretação da prisão dos três envolvidos à Justiça”, explicou o delegado, pois “George”, Gerson e Neném estão foragidos, desde que souberam que seriam notificados para interrogatório. O inquérito será remetido ao juiz Pedro Ivens, da 3º Vara de Rio Largo, no início da próxima semana. O delegado Oldemberg Paranhos advertiu que quem tiver informações que possam levar à polícia a prisão dos acusados deve telefonar imediatamente para delegacia mais próxima. “São marginais perigosos, que não hesitaram em matar um trabalhador para lhe roubar o apurado de um dia de trabalho”, concluiu.

Mais matérias
desta edição