app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5735
Polícia

Juiz � suspeito na morte de Macl�ia

Regina Carvalho Repórter Para a Justiça e o Ministério Público (MP) a prisão, na última terça-feira, do policial militar Cícero Joab Dantas de Araújo, da 4ª Companhia Independente de Atalaia, compromete o juiz de Anadia, Willamo Lopes. Com a revirav

Por | Edição do dia 13/04/2006 - Matéria atualizada em 13/04/2006 às 00h00

Regina Carvalho Repórter Para a Justiça e o Ministério Público (MP) a prisão, na última terça-feira, do policial militar Cícero Joab Dantas de Araújo, da 4ª Companhia Independente de Atalaia, compromete o juiz de Anadia, Willamo Lopes. Com a reviravolta no caso, o magistrado passa agora a ser investigado como um dos envolvidos no assassinato de Macléia dos Santos, em fevereiro do ano passado. “O próprio juiz [Willamo Lopes] mandou o policial ir à casa da vítima para ameaçá-la e fazer com que ela saísse da cidade”, revelou o promotor Sóstenes de Araújo. O juiz Galdino de Amorim, responsável pela decretação da prisão do militar, também acredita que Willamo Lopes, que teve um caso com Macléia, possa ter envolvimento no crime. “Há o indicativo de envolvimento do magistrado no assassinato. Isso será investigado”, afirmou Galdino Amorim. O mototaxista José Sérgio de Azevedo, apontado desde o início das investigações como autor material do assassinato de Macléia, revelou, durante interrogatório na última terça-feira, que durou mais de cinco horas, que a ex-amante do juiz Willamo foi executada pelo policial militar Cícero Joab. “O mototaxista acusou o soldado como executor do crime. Tudo indica que tem mais gente envolvida nesse caso”, informou o promotor. ///

Mais matérias
desta edição