app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5731
Polícia

Juiz ouve terror da Grota da Alegria

Processado pelo crime de porte ilegal de armas, Alessandro Domingos, 18, o “Sandrinho”, foi ouvido ontem pelo juiz da 5ª Vara Criminal, Jamil Amil. Com o nome citado em dezenas de inquéritos por crimes de homicídio, Sandrinho, conhecido como o terror da G

Por | Edição do dia 18/04/2006 - Matéria atualizada em 18/04/2006 às 00h00

Processado pelo crime de porte ilegal de armas, Alessandro Domingos, 18, o “Sandrinho”, foi ouvido ontem pelo juiz da 5ª Vara Criminal, Jamil Amil. Com o nome citado em dezenas de inquéritos por crimes de homicídio, Sandrinho, conhecido como o terror da Grota da Alegria, uma favela próxima à entrada do conjunto Benedito Bentes, no Tabuleiro, é defendido pelo advogado Tutmés Ayran, da Defensoria Pública Estadual. Segundo ele, no momento o crime de porte ilegal é o único a que o jovem responde na Justiça. Quanto às demais acusações que pesam contra Sandrinho, de que teria assassinado mais de 20 pessoas, Tutmés Ayran disse que dependem da conclusão dos inquéritos. Mas o defensor público avalia que do grande volume de crimes atribuídos a Sandrinho metade é invencionice. “Acho que as acusações não surgiram do nada, mas as informações que tenho é de que muito do que se atribui a ele foram delitos praticados por outros”, declara Tutmés. BL ///

Mais matérias
desta edição