app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5735
Polícia

Caso Renildo pode voltar � estaca zero

| BLEINE OLIVEIRA Repórter O advogado José Costa ingressou no Supremo Tribunal Federal (STF), em Brasília, com uma reclamação com pedido de liminar para suspender o julgamento do fazendeiro José Renato de Oliveira e Silva, acusado de ser o mandante do a

Por | Edição do dia 21/04/2006 - Matéria atualizada em 21/04/2006 às 00h00

| BLEINE OLIVEIRA Repórter O advogado José Costa ingressou no Supremo Tribunal Federal (STF), em Brasília, com uma reclamação com pedido de liminar para suspender o julgamento do fazendeiro José Renato de Oliveira e Silva, acusado de ser o mandante do assassinato do vereador de Coqueiro Seco José Renildo dos Santos, ocorrido em março de 1993. Mais que o adiamento, a defesa do acusado pediu a anulação do processo, sob o argumento de que José Renato será julgado com base numa Ação Penal anulada pelo próprio STF em setembro de 1993. O julgamento está marcado para segunda-feira, 24, no Fórum do Barro Duro. “É uma questão constitucional, que só pode ser resolvida no STF”, disse José Costa, explicando que seu principal argumento é de que o Judiciário alagoano está descumprindo leis e uma decisão da principal corte de Justiça do País. Os autos do caso Renildo estão na 9ª Vara Criminal. “Diante da pressão dos amigos e partidários do vereador, meu cliente corre risco de sofrer prejuízos irreparáveis ou de difícil reparação”, acrescenta o advogado de José Renato. ///

Mais matérias
desta edição