app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5735
Polícia

Falta de viatura paralisa investiga��es

Regina Carvalho Repórter Considerada uma das áreas mais problemáticas de Maceió, onde são registrados altos índices de violência, o 10º Distrito Policial, no conjunto Eustáquio Gomes, está há mais de uma semana sem viatura. O caso foi parar na C

Por | Edição do dia 22/04/2006 - Matéria atualizada em 22/04/2006 às 00h00

Regina Carvalho Repórter Considerada uma das áreas mais problemáticas de Maceió, onde são registrados altos índices de violência, o 10º Distrito Policial, no conjunto Eustáquio Gomes, está há mais de uma semana sem viatura. O caso foi parar na Corregedoria Geral da Polícia Civil. “Na terça-feira (dia 18), a corregedora esteve na delegacia e viu a situação”, disse o delegado Dênisson Albuquerque, titular do 10º DP. Em apenas uma semana, seis homicídios foram registrados na área de responsabilidade do distrito. Entretanto, os agentes policiais estão há mais de uma semana quase de “braços cruzados” e sem a viatura o trabalho investigativo fica praticamente parado. “Mandei ofícios para a secretaria [de Defesa Social] e à Corregedoria informando a situação e ainda estou aguardando uma resposta”, informou o delegado. Superlotação Outro problema registrado no 10º DP é a superlotação. Doze presos ocupam as duas celas, que deveriam acomodar no máximo quatro pessoas. Para dormir, os presos têm de se revezar na estreita cela. “Vou investigar como? No meu carro ou de bicicleta? Também não mando mais presos para presídios, por causa da determinação do juiz [Marcelo Tadeu]. A única coisa que estou fazendo é orar para que matem menos por aqui. Porque não posso fazer mais nada”, afirmou Dênisson Albuquerque. ///

Mais matérias
desta edição