app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 0
Polícia

Regi�o Norte sem delegacia da mulher

| SEVERINO CARVALHO Repórter Maragogi – Diante da nova realidade gerada a partir da Lei Maria da Penha e do conseqüente aumento do número de procedimentos policiais nas delegacias do interior do Estado, os delegados são favoráveis à criação de uma deleg

Por | Edição do dia 22/10/2006 - Matéria atualizada em 22/10/2006 às 00h00

| SEVERINO CARVALHO Repórter Maragogi – Diante da nova realidade gerada a partir da Lei Maria da Penha e do conseqüente aumento do número de procedimentos policiais nas delegacias do interior do Estado, os delegados são favoráveis à criação de uma delegacia especializada para atendimento à mulher na Região Norte. A proposta foi apresentada ao governador Luís Abílio, na última quarta-feira, “Dia Mundial pela Erradicação da Pobreza e contra a Violência Sexista”. Um grupo de mulheres também pediu ao governador a implantação de delegacias especializadas nas cidades pólos de União dos Palmares, Penedo, Palmeira dos Índios, Santana do Ipanema, Delmiro Gouveia e Porto Calvo, onde ocorreu o assassinato da balconista Liliana dos Santos Silva, 19 anos, morta com três facadas em julho. O crime chocou a população. ### Mulheres pedem capacitação de agente Maragogi – A coordenadora em Alagoas da Marcha Mundial das Mulheres, Jarede Viana, informou que se reúne novamente, na próxima quarta-feira, com o governador Luís Abílio e com representantes das secretarias de Comunicação Social e Defesa Social. Ela vai discutir formas de iniciar a capacitação dos agentes para que possam aplicar da melhor forma as leis de proteção à mulher. “Queremos as delegacias com estrutura e com policiais capacitados para aplicar a lei, e vamos concentrar a cobrança aos governos municipais, estadual e federal”, disse Jarede Viana. SC/FA ///

Mais matérias
desta edição