app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5710
Política

TRE define ordem dos candidatos ao governo e Senado na c�dula eleitoral

O Tribunal Regional Eleitoral (TRE/AL) realizou, ontem à tarde, na sede do próprio órgão, o sorteio da ordem em que os candidatos ao governo do Estado e Senado irão figurar na cédula eleitoral oficial, caso venha a ser utilizada nas eleições deste ano. P

Por | Edição do dia 27/08/2002 - Matéria atualizada em 27/08/2002 às 00h00

O Tribunal Regional Eleitoral (TRE/AL) realizou, ontem à tarde, na sede do próprio órgão, o sorteio da ordem em que os candidatos ao governo do Estado e Senado irão figurar na cédula eleitoral oficial, caso venha a ser utilizada nas eleições deste ano. Para o governo, de acordo com o sorteio, o primeiro nome é o do candidato do PT, Judson Cabral, da coligação Renova Alagoas. Em seguida, pela ordem, vêm: Elias Barros (PTN); Ricardo Barbosa (PSTU); Fernando Collor de Mello (PRTB), da coligação Frente Popular Trabalhista; e Geraldo Sampaio (PDT). O governador Ronaldo Lessa (PSB), da coligação Pra Garantir Alagoas Melhor, é o último nome que aparecerá na cédula eleitoral. Representante Para o Senado, a ordem dos oito candidatos é: em primeiro, Heth César (PDT); Ildo Rafael (PMN); Teotonio Vilela (PSDB); Renan Calheiros (PMDB); Raimundo Palmeira (PTN); Manoel Assis (PSTU); Geraldo Bulhões (PFL); e Eduardo Bomfim (PCdoB). Como nas eleições passadas, quase nenhum candidato ou representante legal apareceu para assistir ao sorteio, que começou com a presença de apenas um representante, o candidato a vice-governador Linaldo Barros, da chapa de Elias Barros (PTN). “Há sempre essa tradição de os candidatos não aparecerem para participar do sorteio. Não sei se é autoconfiança ou falta de interesse”, observou o diretor-geral do TRE/AL, Edney dos Anjos. Problema Segundo ele, a cédula eleitoral em papel será utilizada apenas se houver algum problema com as urnas eletrônicas, como a quebra de alguma delas. “É uma possibilidade muito remota, pois mesmo faltando energia elétrica, temos baterias para acoplar às urnas e até baterias de automóveis, para o caso de alguma necessidade”, explicou. Outra hipótese em que a cédula de papel poderá ser utilizada é se o eleitor corrigir por duas vezes o voto na urna eletrônica. Nesse caso, ele terá de votar manualmente. Na cédula para os candidatos à presidência da República, a ordem, de acordo com o sorteio feito no Tribunal Superior Eleitoral (TSE), é a seguinte: Ciro Gomes (PPS), Rui Costa Pimenta (PCO), Lula (PT), José Maria de Almeida (PSTU), José Serra (PSDB) e Anthony Garotinho (PL).

Mais matérias
desta edição