app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5715
Política

Casas s�o entregues com propaganda eleitoral

Sucursal Costa Dourada – O vereador de Maragogi, Jailson Pereira, declarou durante sessão realizada na Câmara Municipal que parte da última remessa de casas do Conjunto Apiário, localizado na periferia da cidade, foram entregues aos proprietários com as p

Por | Edição do dia 31/08/2002 - Matéria atualizada em 31/08/2002 às 00h00

Sucursal Costa Dourada – O vereador de Maragogi, Jailson Pereira, declarou durante sessão realizada na Câmara Municipal que parte da última remessa de casas do Conjunto Apiário, localizado na periferia da cidade, foram entregues aos proprietários com as paredes pintadas com propagandas eleitorais de candidatos a cargos eletivos. De acordo com o parlamentar, os moradores foram transferidos para as casas terça-feira passada. As unidades habitacionais foram construídas com recursos federais, através de uma parceria firmada entre a Caixa Econômica Federal e a Prefeitura da cidade, que fez a doação do terreno. “Quando os moradores chegaram para morar nas casas as paredes já estavam pichadas com propagandas. Este caso deve ser levado à Justiça Eleitoral para que seja devidamente averiguado”, ressaltou o vereador. Imóveis Os moradores, que preferiram não se identificar, alegaram que ao receber os imóveis encontraram os mesmos pintados com propaganda de candidatos. Somente as casas que estão posicionadas de frente para a rodovia AL-101 Norte foram pichadas. A coordenadora de projetos sociais da Prefeitura de Maragogi, Marinalva Bandeira, informou que os moradores antes de serem transferidos para os imóveis autorizaram a pintura das paredes externas das casas com a propaganda eleitoral. “Foi pega a autorização com os moradores para depois pintar a propaganda nas casas. Tudo está devidamente documentado”, destacou. A promotora pública da Comarca de Maragogi, Francisca Paula, informou que já havia tomado conhecimento do caso, comunicando que está investigando se houve, ou não, o registro de crime eleitoral. “Em se tratando de uma propriedade privada e devidamente autorizada pelos donos, a propaganda não é crime eleitoral”, frisou a representante do MP. As unidades habitacionais foram construídas para receber parte dos moradores da favela da Rua da Palha situada na periferia de Maragogi e que moravam em uma área considerada de risco, localizada às margens da rodovia AL-101 Norte.

Mais matérias
desta edição