app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5750
Política

Exonera��o confirma a liga��o de caras-pintadas com governo

O presidente da Associação dos Servidores do Departamento de Estradas de Rodagem em Alagoas (DER/AL), Fernando da Silva (Fernando CPI), considera como mais uma jogada do governo do Estado ter exonerado do cargo de comissão o assessor técnico da Secret

Por | Edição do dia 05/09/2002 - Matéria atualizada em 05/09/2002 às 00h00

O presidente da Associação dos Servidores do Departamento de Estradas de Rodagem em Alagoas (DER/AL), Fernando da Silva (Fernando CPI), considera como mais uma jogada do governo do Estado ter exonerado do cargo de comissão o assessor técnico da Secretaria de Estado de Infra-Estrutura Raudrim de Lima Silva, um dos dirigentes do chamado Movimento dos Caras-Pintadas. A exoneração de Raudrim foi publicada na edição da última terça-feira do Diário Oficial do Estado. “Conforme denunciamos na semana passada, esse líder do movimento era mesmo servidor do Estado. Portanto, ele mentiu para a população ao dizer que não tinha ligação com nenhum político”, observou Fernando da Silva. Segundo o presidente da associação do DER, a exoneração de Raudrim de Lima aconteceu para que ele possa comandar o movimento livremente, sem estar ligado diretamente ao governo estadual. “Tudo isso não passa de uma manobra, um jogo de mentiras, pois tenho a certeza de que eles vão continuar usando a máquina pública na campanha eleitoral. O Raudrim foi exonerado para não ‘dar na vista’ a ligação que tem com o governo do Estado”, afirmou. Fernando CPI voltou a denunciar outro membro da diretoria do Movimento dos Caras-Pintadas, no caso Davis Klinger, afirmando que o mesmo também tem cargo de provimento em comissão no Estado. “Ele é gerente de projetos da Secretaria de Planejamento (Seplan)”, lembrou. Passeatas “Não temos ligação alguma com o pessoal que faz parte desse movimento”- afirmou ontem Renato Soares, membro da coordenação da campanha de Lessa ao governo do Estado, ao ser questionado sobre a exoneração de Raudrim e a denúncia do presidente de associação, que, por sinal, foi protocolada no Tribunal Regional Eleitoral (TRE/AL). Fernando contesta o coordenador. Segundo ele, uma prova da ligação do governo com o citado movimento teria sido a presença de pessoas ligadas ao comitê de Lessa nas passeatas, ao lado dos estudantes, agitando bandeiras e distribuindo material da campanha do governador.

Mais matérias
desta edição