app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5715
Política

Soberania � tema de entidades no Grito dos Exclu�dos

Após o desfile oficial de 7 de Setembro, será realizado o “Grito dos Excluídos”, cujo tema é “Soberania não se negocia”, marcando o encerramento do Plebiscito Nacional Contra a Área de Livre Comércio das Américas (Alca), iniciado, este mês, em todo o País

Por | Edição do dia 07/09/2002 - Matéria atualizada em 07/09/2002 às 00h00

Após o desfile oficial de 7 de Setembro, será realizado o “Grito dos Excluídos”, cujo tema é “Soberania não se negocia”, marcando o encerramento do Plebiscito Nacional Contra a Área de Livre Comércio das Américas (Alca), iniciado, este mês, em todo o País. A mobilização, que terá concentração no Ginásio de Esportes do CRB, na Pajuçara, contará com a participação de pastorais sociais da Igreja Católica, como Pastoral da Terra, da Criança e Movimento de Educação de Base ( MEP), além de movimentos dos sem-terra e partidários. Segundo Carlos Lima, da Comissão Pastoral da Terra, a manifestação será marcada pela exposição de uma bandeira do Brasil com quatro metros de cumprimento, que representará a Defesa da Soberania Brasileira; bem como panelas vazias, simbolizando a fome e a exclusão social no País. Além disso, haverá a divisão de duas alas formadas pelos manifestantes, uma representando a atual situação do Brasil, com a participação de trabalhadores sem-terra e meninos de rua; e a outra com País desejado pelos brasileiros. Partilha Após percorrer a orla marítima, os participantes seguirão ao palanque oficial, situado próximo da Praça de Sete Coqueiros, onde cobrarão do governo do Estado melhorias em todas as áreas do Estado, inclusive educação e saúde. A mobilização será finalizada, na Praça de Sete Coqueiros, com a partilha de pão e vinho, comandada pelo arcebispo metropolitano de Maceió, dom José Carlos.

Mais matérias
desta edição