app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5750
Política

Urnas com m�dulo impressor preocupam Justi�a Eleitoral

A grande preocupação do Tribunal Regional Eleitoral (TRE/AL), com relação ao pleito deste ano, é que as urnas eletrônicas com Módulo Impressor Externo (MIE), equipamento que será utilizado pela primeira vez em Maceió, sejam acionadas pelo eleitor sem maio

Por | Edição do dia 08/09/2002 - Matéria atualizada em 08/09/2002 às 00h00

A grande preocupação do Tribunal Regional Eleitoral (TRE/AL), com relação ao pleito deste ano, é que as urnas eletrônicas com Módulo Impressor Externo (MIE), equipamento que será utilizado pela primeira vez em Maceió, sejam acionadas pelo eleitor sem maiores dificuldades, para evitar que a eleição seja demorada e formem-se grandes filas nas seções de votação. “A nossa preocupação maior está no fato de que esse equipamento será utilizado na capital alagoana pela primeira vez e pode gerar dúvidas no eleitor, na hora de emitir os respectivos votos”, justificou o presidente do órgão, desembargador Jairon Maia Fernandes. “Todo fato novo gera expectativa e nos deixa apreensivos, pois temos consciência de que nem todos sabem como funciona o equipamento”, reforçou. Por causa disso, inclusive, é que o TRE/AL está intensificando o treinamento com os eleitores, instalando urnas até em agências bancárias, a exemplo da parceria feita com o Banco do Brasil, em todo o Estado, para que a população possa se “familiarizar” com as novas urnas eletrônicas. Jairon Maia Fernandes explica que o voto emitido no novo equipamento é seguro e, sobretudo, secreto. Inclusive, ele esclarece ao eleitor que não é pelo fato de o voto ser impresso que a pessoa vai poder levar o papel para casa. Também é impossível que o eleitor seja identificado. “Algumas pessoas estão pensando que o nome do eleitor ou mesmo o número do título vão sair impressos, mas tudo isso não passa de uma grande bobagem. Puro engano. Por Lei, o voto é secreto e ninguém vai saber quem votou em quem. É bom deixar isso bem claro”, avisou.

Mais matérias
desta edição