app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 0
Política

Definido plano de seguran�a para as elei��es

Em reunião secreta, realizada no fim da tarde de ontem, na sede do Tribunal Regional Eleitoral (TRE/AL), o Comando Geral da Polícia Militar de Alagoas apresentou o Plano de Ação para a segurança das Eleições 2002. A imprensa esteve no local, mas não pôde

Por | Edição do dia 12/09/2002 - Matéria atualizada em 12/09/2002 às 00h00

Em reunião secreta, realizada no fim da tarde de ontem, na sede do Tribunal Regional Eleitoral (TRE/AL), o Comando Geral da Polícia Militar de Alagoas apresentou o Plano de Ação para a segurança das Eleições 2002. A imprensa esteve no local, mas não pôde assistir à reunião, pois foi convidada a se retirar do auditório do Pleno do Tribunal. Novamente foi descartada a utilização de tropas federais, segundo afirmação do comandante-geral da PM/AL, coronel Ronaldo dos Santos. “Temos estrutura suficiente para garantir a segurança do pleito. Não vemos a necessidade de tropas federais”, afirmou o coronel Ronaldo. Este ano, haverá um aumento no efetivo, por causa do número de eleitores que aumentou em relação à eleição passada. Sendo assim, a PM/AL irá utilizar 1 mil homens a mais do que nas eleições de 2000. Mais de cinco mil policiais militares farão a segurança do pleito em todo o Estado. Na capital alagoana, os trabalhos iniciam no sábado, dia 5 de outubro, véspera da votação, quando as tropas já farão a segurança das urnas eletrônicas. No Interior, os trabalhos da PM começam no dia 4, quando as tropas estarão se deslocando para os municípios. Além dessas providências, ficou definido que as tropas ficarão cerca de 100 metros de cada local de votação e serão empregadas apenas mediante solicitação do juiz eleitoral ou do presidente da mesa. Vários telefones estarão em funcionamento durante o pleito, para atender a população, em caso de alguma denúncia. Os números disponíveis são: 190, do Copom; 202-2000, do disque-denúncia; 9981-4312, do Comando do Policiamento da Capital (CPC); e 9981-4311, do Comando do Policiamento do Interior (CPI).

Mais matérias
desta edição