app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5717
Política

C�mara de Vi�osa afasta presidente

Sucursal União dos Palmares- Numa sessão tumultuada, o presidente da Câmara Municipal  de Viçosa, município distante 90  km de Maceió, José Maria Pedrosa (PSC), o “Pedrosinha”, foi  afastado, ontem, do cargo por  dois meses. Os vereadores que  formam a Co

Por | Edição do dia 22/02/2002 - Matéria atualizada em 22/02/2002 às 00h00

Sucursal União dos Palmares- Numa sessão tumultuada, o presidente da Câmara Municipal  de Viçosa, município distante 90  km de Maceió, José Maria Pedrosa (PSC), o “Pedrosinha”, foi  afastado, ontem, do cargo por  dois meses. Os vereadores que  formam a Comissão Especial de Inquérito (CEI) apresentaram requerimento alegando falta de decoro parlamentar e obstrução dos trabalhos de investigação, segundo informou o relator, Antônio Ferro (PFL). Com o afastamento, assume o vice-presidente da Casa, José Cláudio Fernandes (PSC). De acordo com o vereador Manoel dos Passos Vilela (PSDB), o “Vô”, Pedrosinha chegou a suspender a sessão por duas vezes e, ao final, se retirou do plenário. O vice-presidente, então, assumiu os trabalhos e permitiu a leitura do requerimento, que, em seguida, foi aprovado por seis votos, com duas abstenções. “Pela Câmara, Pedrosinha está afastado. Resta agora a Justiça reconhecer a decisão tomada em plenário”, lembrou Manoel dos Passos. Pedrosinha é acusado de obstruir os trabalhos da CEI, criada para investigar a aplicação dos recursos na reforma do novo prédio da Câmara. “Ele fechou a Câmara por duas vezes e negou documentos para os trabalhos de investigação”, afirmou Antônio Ferro, lembrando que o afastamento deve durar até a conclusão dos trabalhos da CEI. Já Pedrosinha garante que não reconhece a decisão dos vereadores. “Eu encerrei a sessão dentro do tempo legal e não fui afastado”, disse o vereador. Ele salientou que a auditoria realizada pelo Tribunal de Contas (TC), há cerca de 15 dias, não constatou irregularidade na Câmara. “Como o resultado sai na próxima semana, os vereadores querem se antecipar, porque sabem que as contas da Presidência foram aprovadas pelo Tribunal de Contas”, explicou Pedrosinha.

Mais matérias
desta edição