app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5714
Política

Ibope confirma empate entre Serra e Garotinho

Rio – Nova pesquisa Ibope divulgada ontem no “Jornal Nacional”, da Rede Globo, mostra que o  candidato Luiz Inácio Lula da Silva (PT) oscilou positivamente dois  pontos percentuais e ficou próximo de uma vitória no primeiro turno, que acontece no dia 6 de

Por | Edição do dia 02/10/2002 - Matéria atualizada em 02/10/2002 às 00h00

Rio – Nova pesquisa Ibope divulgada ontem no “Jornal Nacional”, da Rede Globo, mostra que o  candidato Luiz Inácio Lula da Silva (PT) oscilou positivamente dois  pontos percentuais e ficou próximo de uma vitória no primeiro turno, que acontece no dia 6 de outubro. O petista aparecia com 41% no levantamento realizado nos dias 21 e 24 de setembro e, agora, soma 43%, o equivalente a 48% dos votos válidos – desempenho semelhante da pesquisa DataFolha, em que tem 49%. O índice não considera os votos nulos e brancos (3%). Os demais candidatos também oscilaram dentro da margem de erro em relação à amostragem anterior. José Serra (PSDB) segue na segunda colocação da disputa presidencial. O tucano passou de 18% para 19%, permanecendo tecnicamente empatado com Anthony Garotinho (PSB). O ex-governador do Rio também oscilou um ponto para cima, subindo de 15% para 16%. O candidato Ciro Gomes (PPS) foi o único que oscilou negativamente na amostragem. O presidenciável da Frente Popular passou de 12% para 11%. Zé Maria (PSTU) aparece com 1%. O levantamento do Ibope foi realizado entre os dias 28 e 30 de setembro, com três mil eleitores em 203 cidades do País. A margem de erro é de 1,8 pontos percentuais, para cima ou para baixo. Perda tucana Por determinação do TSE (Tribunal Superior Eleitoral), o PT e seu candidato à Presidência da República, Luiz Inácio Lula da Silva, terão direito a oito minutos nos últimos dois programas de TV de seu adversário José Serra (PSDB). Os programas vão ao ar amanhã. Os direitos de resposta foram concedidos ontem à noite pelo plenário do tribunal em quatro decisões separadas, às quais não cabem recurso. Na primeira delas, o TSE concedeu ao PT e seu presidente nacional, o deputado federal José Dirceu (SP), dois minutos e 33 segundos de resposta pela tentativa de veicular Dirceu a agressões físicas sofridas durante greve de professores pelo governador Mário Covas (SP), morto em março de 2001. As imagens foram ao ar no dia 17 e 22 de setembro, e marcaram o início da ofensiva de Serra contra Lula na TV. Na segunda decisão, o plenário do tribunal confirmou o julgamento anterior do ministro substituto José Gerardo Grossi, que havia concedido a Lula um minuto de resposta no programa de Serra, pela veiculação de frase que aludia à falta de diploma universitário do petista.

Mais matérias
desta edição