app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5718
Política

Procurador denuncia candidatos em Arapiraca

ROBERTO VILANOVA Arapiraca – O procurador municipal José Soares denunciou, ontem, o vereador Cícero Valentim, os candidatos a deputado estadual Dudu Albuquerque e Gervásio Raimundo e os candidatos a federal Maurício Quintella  e Jurandir Bóia por abu

Por | Edição do dia 04/10/2002 - Matéria atualizada em 04/10/2002 às 00h00

ROBERTO VILANOVA Arapiraca – O procurador municipal José Soares denunciou, ontem, o vereador Cícero Valentim, os candidatos a deputado estadual Dudu Albuquerque e Gervásio Raimundo e os candidatos a federal Maurício Quintella  e Jurandir Bóia por abuso de poder econômico. Contra o vereador, pesa também as acusações de crimes ambiental, econômico (Código do Consumidor) e de aliciamento de eleitores – Valentim é o responsável pelo esquema de distribuição de terrenos em loteamentos irregulares na zona rural do município com eleitores, em troca de votos. A denúncia do procurador foi encaminhada ao promotor eleitoral de Arapiraca, Luiz Cláudio, que solicitou à Polícia Federal a apuração dos delitos. “Os envolvidos tanto podem ser enquadrados por desrespeito ao Código Eleitoral quanto ao Código Civil”, explicou o procurador, adiantando que, no arrazoado feito ao Ministério Público deixou, propositadamente, a brecha para que se possa fazer o desdobramento do processo. “Até no Código de Defesa do Consumidor eles podem ser enquadrados”, avisou. Polícia Federal Os delitos mais graves foram cometidos pelo vereador Cícero Valentim, não só porque ele é reincidente, mas por estar envolvido diretamente na fundação de loteamentos irregulares. No loteamento da Coca-Cola, por exemplo, o crime eleitoral está à vista – uma faixa exibe os nomes dos candidatos beneficiados (Jurandir Bóia e Gervásio Raimundo); no Loteamento Quati, os beneficiados são os candidatos Dudu Albuquerque e Maurício Quintella). Através da Imobiliária Nosso Lar Ltda, que a Procuradoria Geral do Município descobriu ser fictícia, Valentim promete lotes para construção de casas em troca de votos para os candidatos do PSB. No loteamento conhecido como Coca-Cola, Valentim aparece como o principal responsável e chegou a assinar a ordem de embargo obtida pela prefeitura. No Loteamento Quati, o nome do vereador volta a aparecer, desta vez como testemunha. “Isto caracteriza a total responsabilidade do vereador nos dois loteamentos”, explicou o procurador José Soares. No terceiro loteamento, às margens da rodovia Arapiraca-Batalha, o nome de Valentim não aparece, mas as testemunhas ouvidas disseram que foram aliciadas por ele. O promotor eleitoral Luiz Cláudio já encaminhou, desde o dia 2, o pedido para a Polícia Federal apurar as denúncias e enquadrar os culpados, para que possa denunciá-los.

Mais matérias
desta edição