app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5756
Política

24 mil eleitores do Litoral Norte participam de elei��o na 14� Zona

Sucursal Costa Dourada – Os juízes das zonas eleitorais dos municípios  que compõem o litoral norte de Alagoas estão com todo o esquema de trabalho montado para a execução do processo de votação eletrônica que será realizado, hoje, em  todo o território n

Por | Edição do dia 06/10/2002 - Matéria atualizada em 06/10/2002 às 00h00

Sucursal Costa Dourada – Os juízes das zonas eleitorais dos municípios  que compõem o litoral norte de Alagoas estão com todo o esquema de trabalho montado para a execução do processo de votação eletrônica que será realizado, hoje, em  todo o território nacional. Nenhuma das zonas eleitorais requereu tropas federais para prestar segurança durante o processo de votação. A segurança nos municípios será realizada por soldados do 6º Batalhão de Polícia Militar. A distribuição das urnas eletrônicas será efetuada com a presença dos juízes em todas as seções, assim como o recolhimento dos disquetes, que serão levados aos cartórios eleitorais para que os dados possam ser transmitidos para o Tribunal Regional Eleitoral (TRE). Porto Calvo Na 14ª Zona Eleitoral, formada pelos municípios de Porto Calvo, Jundiá, Jacuípe e Campestre, um esquema especial de trabalho será executado pela Justiça Eleitoral, com a votação eletrônica sendo fiscalizada por juízes e promotores auxiliares. Segundo informou o juiz Jandir de Barros Carvalho, estarão fiscalizando a votação no município de Porto Calvo, além do juiz e do promotor titular, um segundo magistrado e um outro promotor auxiliar. No município de Jacuípe também estarão fiscalizando o processo de votação eletrônica um juiz e um promotor auxiliares. O magistrado afirmou, ainda, que nas cidades de Campestre e de Jundiá estarão auxiliando o processo eleitoral um juiz e um promotor respectivamente. 24 mil eleitores A 14ª Zona Eleitoral representa 93 seções e nove locais de votação, estando seis delas localizadas na cidade de Porto Calvo, perfazendo o contingente de 24 mil eleitores. O juiz Jandir Carvalho alegou que a votação deve transcorrer de forma pacífica, alegando que o único problema que pode atrapalhar a votação é a possibilidade de chuvas na região. “Se chover, o acesso às cidades que fazem parte da 14ª Zona Eleitoral ficará complicado, em função das condições precárias das estradas”, frisou o magistrado.

Mais matérias
desta edição