app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5718
Política

Boca-de-urna deve mobilizar 1,5 milh�o de militantes no Pa�s

Brasília – Com a campanha no rádio, na televisão e nas ruas encerrada, os quatro principais candidatos à Presidência da República apostam em seus militantes para percorrer o Brasil e ganhar os votos dos indecisos na sexta-feira e no sábado – além, claro,

Por | Edição do dia 06/10/2002 - Matéria atualizada em 06/10/2002 às 00h00

Brasília – Com a campanha no rádio, na televisão e nas ruas encerrada, os quatro principais candidatos à Presidência da República apostam em seus militantes para percorrer o Brasil e ganhar os votos dos indecisos na sexta-feira e no sábado – além, claro, das ações no próprio dia de votação, o que é proibido pela lei eleitoral. A boca-de-urna no domingo deverá mobilizar 1,5 milhão de pessoas. As equipes de campanha de Luís Inácio Lula da Silva (PT) e José Serra (PSDB), os candidatos com maior índice de intenção de voto nas pesquisas, são as que contam com mais militantes. Os partidos não gostam de reconhecer que realizarão a boca-de-urna para evitar punições do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Porém, todos confirmam que haverá uma grande mobilização nas ruas. De acordo com Francisco Campos, que coordena a militância do PT, haverá 700.000 pessoas apoiando o candidato no dia da eleição. Em entrevista ao Jornal do Brasil, Campos disse que espera também a participação de até 2,5 milhões de simpatizantes de Lula. “Muitos candidatos de partidos que nem fazem parte da nossa coligação estão fazendo material com nome de Lula”, comemora. Já a campanha tucana, que tem aliança com o PMDB, mandou imprimir milhões de “colas” para o dia da eleição, com o número de Serra no panfleto de instrução ao eleitor. “São pelo menos 700.000 militantes e 600 milhões de colas”, afirma Marco Antônio Maurício, coordenador dos tucanos. A aliança usará a estrutura das campanhas regionais para aumentar o alcance da campanha de Serra. As equipes de Ciro Gomes e Anthony Garotinho são as que contam com menos recursos para o trabalho de boca-de-urna. Ciro e sua Frente Trabalhista apostam na ajuda da Força Sindical, que promete 80.000 militantes nas ruas. A campanha de Garotinho não sabe estimar quantos militantes pedirão votos para o candidato. Integrantes do PSB e evangélicos deverão representá-lo nas ruas domingo.

Mais matérias
desta edição