app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5714
Política

TRE solicita apoio da PM para organizar filas no 2� turno

O Tribunal Regional Eleitoral de Alagoas (TRE/AL) vai solicitar apoio à Polícia Militar do Estado para organizar as filas dos eleitores durante o segundo turno das eleições, a ser realizado no próximo dia 27. O objetivo, segundo informou o presidente

Por | Edição do dia 11/10/2002 - Matéria atualizada em 11/10/2002 às 00h00

O Tribunal Regional Eleitoral de Alagoas (TRE/AL) vai solicitar apoio à Polícia Militar do Estado para organizar as filas dos eleitores durante o segundo turno das eleições, a ser realizado no próximo dia 27. O objetivo, segundo informou o presidente do órgão, desembargador Jairon Maia Fernandes, é evitar que os tumultos ocorridos no primeiro turno se repitam no segundo. “Nossa pretensão é de que os problemas registrados no primeiro turno não ocorram no segundo”, acentuou. Além disso, segundo o presidente, o Tribunal pretende reorganizar melhor as seções, ou seja, colocá-las em locais mais acessíveis, em cada local de votação, para evitar da melhor forma possível longas filas. Jairon citou o exemplo do Iate Clube Pajuçara e do Colégio Téo Brandão, onde a desorganização das seções acabou gerando longas filas. “Esperamos que esses problemas não mais ocorram neste segundo turno”, acentuou. Conforme o presidente do TRE, quem não votou no primeiro turno não será proibido de votar no segundo. Ele lembrou que as pessoas que não votaram terão um prazo de 60 dias, a contar de 6 de outubro, para se justificar em qualquer cartório eleitoral. Quem não se justificar, segundo o presidente, além de pagar multa de R$ 1,05 a R$ 3,51, fica impedido de tirar passaporte, abrir conta ou realizar operações bancárias, tirar CPF, fazer concurso público e, se forem servidores públicos, não receberão vencimentos. As punições servem também para os mesários que não compareceram ao trabalho no dia da votação.

Mais matérias
desta edição