app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5756
Política

PSDB pede apoio de prefeitos e vai priorizar corpo a corpo

O coordenador estadual da campanha de José Serra, Claudionor Araújo, também caiu em campo imediatamente. Na segunda-feira ele já se reuniu com lideranças do partido no Estado e na quarta-feira já estava em Brasília com a coordenação nacional da campan

Por | Edição do dia 13/10/2002 - Matéria atualizada em 13/10/2002 às 00h00

O coordenador estadual da campanha de José Serra, Claudionor Araújo, também caiu em campo imediatamente. Na segunda-feira ele já se reuniu com lideranças do partido no Estado e na quarta-feira já estava em Brasília com a coordenação nacional da campanha, discutindo as estratégias para o segundo turno. Alagoas foi o único Estado onde Serra foi o presidenciável mais bem votado no primeiro turno e a meta do PSDB alagoano é manter a vitória e aumentar a diferença. A exemplo do que aconteceu no primeiro turno, o candidato não virá a Alagoas neste segundo turno. Explica-se: segundo Claudionor, como o tempo de campanha é curtíssimo, a prioridade de visitas na agenda de Serra será às localidades onde os resultados não lhe foram favoráveis na eleição de domingo passado. Em princípio os dirigentes do partido não pensam em realizar comícios em Alagoas. “A campanha vai ser mais no boca a boca, no corpo a corpo”, diz Claudionor. Segundo ele, o partido vai procurar formar uma base mais próxima do eleitorado, ampliando o número de prefeitos e a adesão de vereadores à campanha. Essa tarefa ficou com quem mais tem contato com as lideranças municipais e demonstrou sua força política nas eleições de 6 de outubro: os senadores Teotonio Vilela Filho – PSDB e Renan Calheiros – PMDB. Eles contaram com o apoio de todos os prefeitos alagoanos e se tornaram os dois senadores proporcionalmente mais bem votados do País. A eles é atribuída a performance eleitoral de Serra no Estado. A idéia é que em cada município-base tenha uma subcoordenadoria para comandar a campanha. Os contatos já foram iniciados e, segundo Claudionor, os resultados já mostraram avanços. Em seus cálculos o partido, que contou com o apoio de 75 prefeitos ao candidato José Serra no primeiro turno, esta semana já tem entre 85 e 90 e quer chegar a 101. A exceção é a prefeita de Maceió, Kátia Born, cujo partido, o PSB, já declarou apoio a Lula. Nessa nova base Claudionor diz que tem os prefeitos do PSDB, a maioria do PFL, do PDT e até do PSB. A campanha, segundo ele, já começou. “Nosso pessoal, nossas bandeiras já estão nas ruas”, conclui.

Mais matérias
desta edição