app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5749
Política

PT define metas e negocia pacote j�

Brasília – A equipe econômica do futuro governo Lula considera desnecessário um aumento do superávit primário para além dos 3,75% do PIB acertados com  o FMI para 2003. Em entrevista ao Valor, Guido Mantega, um dos principais economistas do PT, disse que

Por | Edição do dia 29/10/2002 - Matéria atualizada em 29/10/2002 às 00h00

Brasília – A equipe econômica do futuro governo Lula considera desnecessário um aumento do superávit primário para além dos 3,75% do PIB acertados com  o FMI para 2003. Em entrevista ao Valor, Guido Mantega, um dos principais economistas do PT, disse que o governo eleito ontem espera uma rápida mudança nas expectativas econômicas, o que permitirá redução dos juros em 3 ou 4 pontos percentuais no próximo ano. Espera ainda valorização do real, com o dólar entre R$ 3,00 e R$ 3,50, e crescimento de 3% a 3,5% em 2003. Mantega disse que Fernando Henrique será fiador do governo de Lula, sobretudo nas questões internacionais, o que tornará possível mudar “rapidamente o clima”. Com a colaboração de Fernando Henrique, Lula quer começar a gestão da economia desde já e negociar medidas imediatas em três direções: robustecimento fiscal, autonomia operacional do Banco Central e mudanças que estimulem o crescimento da economia. Uma dessas medidas, informa Antônio Palocci, coordenador do programa de governo do PT, é a alteração da MP que isentou exportações da cobrança de PIS e Cofins, porque o texto onera alguns segmentos rurais. Essas medidas formarão uma espécie de “pacote de credibilidade” , com o qual o governo eleito pretende convencer o mercado de que o programa apresentado na campanha não é mera peça eleitoral. “O resultado está aí. Lula foi o grande vitorioso”. Foi dessa maneira que o vice-presidente eleito José Alencar definiu a votação realizada domingo. “Daqui para frente, cada passo por sua vez”, explicou em relação às primeiras medidas do governo escolhido nas urnas. Segundo ele, os trabalhos com a equipe de transição começam com a visita de Luiz Inácio Lula da Silva ao presidente Fernando Henrique Cardoso. Sobre esse ponto, Antonio Palocci, coordenador do programa de governo do PT, diz que Lula provavelmente tem alguns nomes, mas essa definição deve ser alcançada nesta tarde junto com o presidente da legenda, José Dirceu, e apresentada no dia seguinte para o chefe de Estado em exercício.

Mais matérias
desta edição