app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5756
Política

Imprensa nacional destaca derrota de Lula em Alagoas

A imprensa nacional destacou, ontem, o fato de o presidente eleito do Brasil, Luiz Inácio Lula da Silva (PT), ter vencido seu adversário, o tucano José Serra, em praticamente todos os Estados do País, menos em Alagoas, onde José Serra (PSDB) obteve a maio

Por | Edição do dia 29/10/2002 - Matéria atualizada em 29/10/2002 às 00h00

A imprensa nacional destacou, ontem, o fato de o presidente eleito do Brasil, Luiz Inácio Lula da Silva (PT), ter vencido seu adversário, o tucano José Serra, em praticamente todos os Estados do País, menos em Alagoas, onde José Serra (PSDB) obteve a maioria dos votos. Na eleição de domingo, o presidente eleito recebeu 43,61% dos votos válidos contra 56,39% de Serra no território alagoano. No primeiro turno, Lula também havia sido derrotado pelo candidato tucano - 29,25% contra 28,60% dos votos válidos. Na capital, Maceió, Lula venceu Serra - 60,24% contra 39,76% dos votos válidos. Lula obteve grande vantagem no Rio, onde recebeu o apoio do ex-governador Anthony Garotinho (PSB), e no Ceará, onde contou com a ajuda do ex-governador Ciro Gomes (PPS). Ciro e Garotinho disputaram a Presidência, mas não chegaram ao segundo turno. Das 102 cidades alagoanas, José Serra ganhou em 93 delas, enquanto Lula ganhou em apenas nove. No 1º turno, o petista foi vitorioso em dez cidades (Coqueiro Seco, Delmiro Gouveia, Inhapi, Jacaré dos Homens, Maceió, Palestina, Penedo, Piaçabuçu, União dos Palmares e Viçosa). No 2º turno, Lula manteve-se vitorioso em apenas cinco delas (Delmiro, Jacaré, Inhapi, Maceió e Penedo, cidade administrada pelo tucano Alexandre Toledo), somando a esse número a vitória em Batalha, Jacuípe, São Miguel dos Campos e Olho D’Água do Casado. Os melhores resultados percentuais do tucano José Serra em Alagoas foram obtidos nas cidades de Maravilha, Ouro Branco e Flexeiras. Na primeira, Serra alcançou 86,3% dos votos válidos (3.849 votos) e Lula 13,7% (612 votos) de um total de 4.672 eleitores que foram às urnas. Em Ouro Branco, Serra alcançou 84,6% dos votos válidos (3.499 votos) contra 15,4% de Lula (638 votos) de um total de 4.352 eleitores que compareceram às urnas. Em Flexeiras, o resultado foi de 81,2% para o candidato José Serra e 18,8% para Lula. A abstenção no Estado ficou em torno de 21%, segundo o TRE. O menor índice de abstenção foi registrado na cidade de Pindoba (9,6%). Lá, dos 1.569 eleitores inscritos, 1.418 compareceram para votar. O maior índice foi registrado em Piaçabuçu, onde 40,8% dos 10.501 eleitores deixaram de votar. Lá, Serra, que havia perdido para Lula no 1º turno, obteve 53,6% dos votos e Lula 46,4%. No Rio, onde Lula teve a maior vantagem sobre Serra, o petista recebeu 78,99% dos votos válidos contra apenas 21,01% do tucano. No Estado, o número de abstenções entre os mais de 10,2 milhões de eleitores passou de 1,7 milhões. No Ceará, Lula obteve 71,78% dos votos válidos, contra 28,22% do seu adversário. Outro Estado que manifestou preferência pelo presidente eleito foi Amapá. Na votação de ontem, Lula obteve 75,51% dos votos válidos contra 24,49% de Serra. No entanto, a governadora petista Dalva Figueiredo, candidata à reeleição, perdeu o cargo para Walter Góes (PDT). Em três Estados - Tocantins, Pará e Mato Grosso, a vantagem de Lula foi apenas de um dígito. Em Tocantins, o petista recebeu 54,03% dos votos válidos, e Serra obteve 45,97%. Em Mato Grosso, o petista teve 54,51% contra 45,49% de Serra. Foram apuradas até o momento no Estado 99,35% das urnas. No Pará, Lula teve 52,76% dos votos, e Serra, 47,24%. Foram apuradas 98,36% das urnas. Em São Paulo, maior colégio eleitoral do País, o petista teve 55,39% dos votos contra 44,61% do tucano. Em Minas, o segundo colégio eleitoral, Lula obteve 66,45% e Serra, 33,55%. Apesar do bom desempenho de Lula nesses Estados, o governo ficou com tucanos. Aécio Neves administra Minas e Geraldo Alckmin, São Paulo.

Mais matérias
desta edição