app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5692
Política

Uni�o j� baniu 30 servidores federais em AL

Um total de 30 servidores foram expulsos do serviço público federal em Alagoas nos últimos sete anos. A maioria deles foi banido após responder a processos administrativos que enumeram todo o tipo de justificativa: de um inofensivo abandono de emprego a c

Por | Edição do dia 27/01/2013 - Matéria atualizada em 27/01/2013 às 00h00

Um total de 30 servidores foram expulsos do serviço público federal em Alagoas nos últimos sete anos. A maioria deles foi banido após responder a processos administrativos que enumeram todo o tipo de justificativa: de um inofensivo abandono de emprego a casos graves de corrupção. “Lesão aos cofres públicos” e “dilapidação do patrimônio nacional” são algumas das expressões mais citadas nos processos disciplinares abertos contra os ex-funcionários. Os nomes de todos os ex-servidores figuram num tipo de lista de banimento da União: o Cadastro de Expulsões da Administração Federal (Ceaf). O documento é elaborado pela Controladoria-Geral da União (CGU), e foi com base nele que a Gazeta mapeou quais os órgãos federais que mais registram a expulsão de servidores públicos. ÁREA DE ENSINO Em Alagoas, são as instituições federais de ensino que mais tiveram problemas de desvio de conduta de servidores públicos. A Universidade Federal de Alagoas (Ufal) teve cinco profissionais desligados dos cargos – entre professores e funcionários do corpo administrativo. Em seguida, aparece o Instituto Federal de Alagoas (Ifal), antigo Cefet, com outros quatro servidores expulsos.

Mais matérias
desta edição