app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 0
Política

Deputada convoca para a��es

Além da discriminação e dos obstáculos enfrentados pela condição feminina, as mulheres com deficiência sofrem uma dupla vulnerabilidade, diz a deputada federal Rosinha da Adefal (PTdoB), única mulher integrante da bancada de Alagoas no Congresso. “Apesar

Por | Edição do dia 08/03/2013 - Matéria atualizada em 08/03/2013 às 00h00

Além da discriminação e dos obstáculos enfrentados pela condição feminina, as mulheres com deficiência sofrem uma dupla vulnerabilidade, diz a deputada federal Rosinha da Adefal (PTdoB), única mulher integrante da bancada de Alagoas no Congresso. “Apesar de a instituição dessa data ter sido por um motivo tão doloroso, quando tantas mulheres foram mortas por defender seus direitos, é preciso dizer que temos, sim, motivos para comemoração. Mas sem nos esquecer do quanto ainda é preciso conquistar, do quanto ainda temos de lutar”, disse ela, que participa nesta sexta-feira da grande mobilização programada para o Centro e, no próximo domingo e no dia 15, de outras atividades da data. O 8 de março foi instituído em memória das militantes feministas e as mobilizações organizadas por operárias de fábricas do setor têxtil, na Europa e nos Estados Unidos, por melhores condições de trabalho e contra a entrada de seus países na Primeira Guerra Mundial; algumas das quais reprimidas com violência. Segundo a deputada, no próximo domingo, a partir das 9h, no Alagoinha, o Movimento de Mulheres com Deficiência organiza uma panfletagem. O movimento é também denominado Mulheres que Voam Alto, numa referência à norte-americana Jessica Cox, que nasceu sem os membros superiores, mas conseguiu obter o brevê de piloto, operando os manches com os pés.

Mais matérias
desta edição