app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 0
Política

Processos contra jovens somam 1,9 mil

A redução da maioridade penal não vai resolver os problemas decorrentes do envolvimento de adolescentes com a criminalidade. E que, antes de serem deles, são primeiramente da sociedade, que “desde a família até esferas estatais” expressa apenas sentimento

Por | Edição do dia 21/04/2013 - Matéria atualizada em 21/04/2013 às 00h00

A redução da maioridade penal não vai resolver os problemas decorrentes do envolvimento de adolescentes com a criminalidade. E que, antes de serem deles, são primeiramente da sociedade, que “desde a família até esferas estatais” expressa apenas sentimentos negativos para com crianças e jovens, além de demonstrar que seriam comuns práticas como discriminação e intolerância. As ferramentas para enfrentá-los já existem desde o ano passado – basta que sejam colocadas em prática. Essas são, em linhas gerais, as opiniões de analistas e operadores dessa área ouvidos pela Gazeta sobre a proposta que ganha força, pelo menos enquanto discussão. De acordo com o Ministério Público na Vara da Infância e Adolescência da comarca de Maceió, existem cerca de 1,9 mil processos em andamento, entre ações – que podem resultar em absolvição ou condenação – e execuções, que são aquelas em que o jovem já se encontra no cumprimento das chamadas medidas socioeducativas. Entre os do sexo masculino, 60 adolescentes aguardam julgamento e 120 jovens (de 12 aos 21 anos) encontram-se cumprindo internação.

Mais matérias
desta edição