app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5756
Política

Olavo Calheiros chama T�o Vilela de ‘falso moralista’

Os repasses suspeitos que o governo do Estado tem feito mensalmente para a Assembleia Legislativa pautaram os debates entre os deputados ontem à tarde. Como a Gazeta revelou no último domingo, só nos primeiros três meses deste ano, a ALE recebeu R$ 10,7 m

Por | Edição do dia 24/04/2013 - Matéria atualizada em 24/04/2013 às 00h00

Os repasses suspeitos que o governo do Estado tem feito mensalmente para a Assembleia Legislativa pautaram os debates entre os deputados ontem à tarde. Como a Gazeta revelou no último domingo, só nos primeiros três meses deste ano, a ALE recebeu R$ 10,7 milhões a mais que o previsto na Lei Orçamentária para o duodécimo do Poder Legislativo. O deputado Olavo Calheiros (PMDB) foi o mais indignado com a informação. “Ao cometer improbidade, o governo revela seu verdadeiro perfil. O governo do Estado, por exemplo, fugiu da seca. Se não fosse a ajuda do governo federal para consertar as trapalhadas do governo do Estado, não chegaria nem carro-pipa para o sertanejo”, criticou o parlamentar. “O governador Teotonio Vilela Filho é um falso moralista e a Assembleia é um reflexo disso. Aqui não se faz nada que ele não saiba. Vossa excelência está dando os instrumentos de que o Ministério Público precisa”, concluiu o deputado, referindo-se aos documentos apresentados durante a sessão pelo colega João Henrique Caldas (JHC), do PTN. Caldas lembrou ter enviado ofício à Secretaria da Fazenda (Sefaz) cobrando informações sobre os repasses e apresentou a papelada com a resposta. Referente ao ano de 2011, foram repassados R$ 130 milhões, conforme tabela subscrita pelo superintendente do Tesouro Estadual.

Mais matérias
desta edição