app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5691
Política

Juiz nega que arma do crime tenha sumido

O revólver calibre 38 do caso PC desapareceu. Ao menos esta foi a informação que o promotor Marcos Mousinho disse ter recebido ao solicitar a arma, que estava de posse do Tribunal de Justiça de Alagoas (TJ/AL). Porém, o juiz Maurício Brêda, que conduz o j

Por | Edição do dia 10/05/2013 - Matéria atualizada em 10/05/2013 às 00h00

O revólver calibre 38 do caso PC desapareceu. Ao menos esta foi a informação que o promotor Marcos Mousinho disse ter recebido ao solicitar a arma, que estava de posse do Tribunal de Justiça de Alagoas (TJ/AL). Porém, o juiz Maurício Brêda, que conduz o julgamento, negou o “sumiço” e disse que o revólver está guardado numa sala do Fórum de Maceió. Durante toda a manhã de ontem, os peritos criminais que elaboraram os laudos do caso PC utilizaram uma arma semelhante àquela que teria sido usada por Suzana Marcolino no crime de repercussão nacional. SEM PREJUÍZOS Apesar de não saber a exata localização, Mousinho disse não acreditar em prejuízo para a conclusão do julgamento, que teve início na última segunda-feira.

Mais matérias
desta edição