app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5758
Política

Palmeira ter� CEI para investigar desvio de verbas

Sucursal Arapiraca – A Câmara de Vereadores de Palmeira dos Índios aprovou, na última sexta-feira, durante sessão ordinária, a criação de duas comissões que serão compostas por vereadores tanto da bancada governista como da oposição e cuja finalidade

Por | Edição do dia 01/12/2002 - Matéria atualizada em 01/12/2002 às 00h00

Sucursal Arapiraca – A Câmara de Vereadores de Palmeira dos Índios aprovou, na última sexta-feira, durante sessão ordinária, a criação de duas comissões que serão compostas por vereadores tanto da bancada governista como da oposição e cuja finalidade é a apuração de supostas irregularidades envolvendo a “má utilização do dinheiro público” nas secretarias de Obras, Educação e Saúde. Dentre as irregularidades, a mais grave, segundo o vereador José Clóvis Leite, é o não repasse ao Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), o percentual descontado a cada mês de todos os funcionários do município. “A dívida da Prefeitura para com o governo federal já passa dos R$ 400 mil, embora o percentual destinado ao INSS seja descontado a cada mês dos salários dos servidores”, explica o vereador Júnior Miranda, um dos oito integrantes da bancada de oposição à administração do prefeito Albérico Cordeiro. Miranda informou ainda que o município não repassa ao INSS os valores descontados desde janeiro deste ano. “Ao final do ano, o rombo deve ultrapassar a quantia de R$ 1 milhão”, ressalta. Durante realização da única sessão ordinária da semana, o vereador Marcos André, ex-líder do governo na Câmara, utilizou-se da tribuna para também criticar as supostas irregularidades apontadas pelo conselho municipal de saúde na Secretaria de Saúde, um dos principais alvos das denúncias que serão apuradas a partir de segunda pelos vereadores do município. “O Ministério Público tem conhecimento deve oferecer denúncia à Justiça em breve”, completou Marcos André. Os vereadores Manoel Marques, Júnior Miranda, Cícero Calixto, Antônio Fonseca, Salomão Torres, Marcos André, José Clóvis Leite e Marta Gaia, integrantes da bancada de oposição, vão apurar ainda denúncias de irregularidades na Secretaria de Obras. Uma delas, explica o vereador Manoel Marques, diz respeito à lotação do cemitério municipal, cuja capacidade de recebimento de corpos está esgotada. “Aprovamos a desapropriação de uma área e ainda de três imóveis instalados dentro do próprio cemitério. Como a prefeitura não demonstra interesse, o problema nunca foi resolvido”, aponta Marta Gaia, integrante da comissão que vai apurar irregularidades nas obras em andamento pelas ruas da cidade. Ela avisou que os colegas de Legislativo também vão apurar indícios de desvio de recursos do Fundef para utilização na campanha eleitoral. Nossa reportagem tentou contato telefônico com o prefeito Albérico Cordeiro, ou algum assessor para falar sobre o assunto, mas não conseguiu. A única informação obtida de um servidor da Prefeitura é que o prefeito se encontrava em Maceió.

Mais matérias
desta edição