app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5730
Política

Mais de 5 mil servidores se aposentam s� este ano

O Estado deve perder 5.597 servidores públicos para a inatividade este ano. Desses servidores, 920 são professores e 441 são militares. A projeção é do AL Previdência (Unidade Gestora Única do Regime Próprio de Previdência Social de Alagoas) e figura no p

Por | Edição do dia 19/05/2015 - Matéria atualizada em 19/05/2015 às 00h00

O Estado deve perder 5.597 servidores públicos para a inatividade este ano. Desses servidores, 920 são professores e 441 são militares. A projeção é do AL Previdência (Unidade Gestora Única do Regime Próprio de Previdência Social de Alagoas) e figura no projeto da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) de 2016, encaminhado à Assembleia Legislativa Estadual (ALE) ontem pelo governador Renan Filho (PMDB). A previsão de aposentadorias programadas mostra que o quadro de ativos do Estado deve sofrer uma redução de 9.695 servidores em quatro anos, passando de 31.276 em 2015 para 27.178 em 2018. Mais de 3,1 mil deles são professores e PMs – 1.037 docentes e 2.097 militares. O peso dos benefícios é grande e deve agravar o déficit previdenciário alagoano, que fez o Tesouro Estadual aportar mais de R$ 764 milhões só no ano passado, para complementar os pagamentos. O total dos benefícios de aposentadorias e pensões custou ao Estado, em 2014, R$ 1,298 bilhão. Para os próximos anos, o AL Previdência projeta o que chama de “aumento do desequilíbrio nas contas públicas”: um incremento de apenas 15,27% na receita de contribuições dos segurados de 2014 até 2018, frente a um crescimento de 61,92% nas despesas com aposentados e pensionistas de agora até lá. Dessa forma, o aporte do Tesouro ao sistema previdenciário, em 2018, terá que ser 70,95% maior que em 2015.

Mais matérias
desta edição