app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5731
Política

Agentes penitenci�rios param atividades

Após uma assembleia realizada na manhã de ontem, o Sindicato dos Agentes Penitenciários do Estado de Alagoas (Sindapen) decidiu, por unanimidade, que a categoria cruzará os braços, em paralisação de advertência, a partir da próxima sexta-feira. De acordo

Por | Edição do dia 20/05/2015 - Matéria atualizada em 20/05/2015 às 00h00

Após uma assembleia realizada na manhã de ontem, o Sindicato dos Agentes Penitenciários do Estado de Alagoas (Sindapen) decidiu, por unanimidade, que a categoria cruzará os braços, em paralisação de advertência, a partir da próxima sexta-feira. De acordo com a entidade, o objetivo da mobilização é fazer com que o governo estadual atenda às reivindicações salariais dos trabalhadores. Conforme a direção do Sindapen, os agentes penitenciários cobram a reestruturação da carreira por meio da correção de perdas salariais e da realização de concurso público, além da criação de um Plano de Cargos, Carreira e Salários (PCCS). “Estamos reivindicando melhorias nas condições de trabalho, a implantação do PCCS e a nivelação do piso salarial em conformidade com as demais categorias, como Polícia Militar e Corpo de Bombeiros. Além disso, é de fundamental importância que o Estado promova uma reestruturação do sistema prisional. É complicado o processo que enfrentamos. Nem um quadro completo de servidores efetivos nós temos. Queremos que um concurso público seja realizado para que possamos suprir a demanda”, explica Vitor Leite, um dos dirigentes do sindicato. À Gazeta, o sindicato também informou que um ofício assinado pelo presidente do sindicato, Alan Leite, foi enviado ao presidente do Tribunal de Justiça de Alagoas (TJ/AL), desembargador Washington Luiz. O documento, segundo a entidade, além de explicar as razões pelas quais a mobilização está ocorrendo, garante que ao menos 30% dos serviços serão mantidos nas unidades prisionais, conforme exigência da legislação vigente. * Sob supervisão da editoria

Mais matérias
desta edição