app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5732
Política

Sindicatos esperam ao menos a reposi��o da infla��o

Em geral, a expectativa dos dirigentes sindicais em relação à reunião desta segunda-feira com o governador Renan Filho e equipes econômica e de planejamento e gestão pública, é de que o governo acene, pelo menos, com a reposição da inflação para discutir

Por | Edição do dia 31/05/2015 - Matéria atualizada em 31/05/2015 às 00h00

Em geral, a expectativa dos dirigentes sindicais em relação à reunião desta segunda-feira com o governador Renan Filho e equipes econômica e de planejamento e gestão pública, é de que o governo acene, pelo menos, com a reposição da inflação para discutir as demais questões posteriormente. A reunião está marcada para as 10h, mas as categorias prometem chegar às 8h, para um café da manhã em frente ao palácio. E, enquanto o governador recebe a comissão de representantes dos sindicatos, os trabalhadores prometem permanecer acampados no local, em vigília. Desse encontro, poderão sair muitas decisões, ao longo da semana. A maioria das categorias tem assembleia marcada para o dia seguinte (terça-feira), algumas, inclusive, com indicativo de greve. E se não houver avanço e o nível de insatisfação persistir, o encaminhamento é unificar o movimento e trabalhar a possibilidade de uma greve geral, segundo admite a presidente da CUT-Alagoas, Amélia Fernandes. Ela lembrou que, ao longo dos últimos meses, os sindicatos têm sido recebidos de maneira isolada pela comissão de negociação do governo (que envolve Sepland e Sefaz), para tratar das pautas específicas de cada categoria. “Mas não podemos esquecer a pauta unificada. Tivemos uma plenária em fevereiro e encaminhamos um documento ao governo. Desde então, esperamos ser chamados para as tratativas, mas só agora abre-se essa possibilidade”, diz a presidente da CUT.

Mais matérias
desta edição